Telecomunicações Espanhóis da Dominion compram a The Phone House Espanha

Espanhóis da Dominion compram a The Phone House Espanha

O grupo basco Global Dominion adquiriu a The Phone House Espanha por 55 milhões de euros. Operação precisa ainda de luz verde das autoridades da concorrência.
Espanhóis da Dominion compram a The Phone House Espanha
Negócios 14 de julho de 2017 às 10:37

Nas últimas horas, o grupo basco Global Dominion fechou a acordo com os britânicos da Dixons Carphone para comprar a The Phone House em Espanha por 55 milhões de euros, avança o El Confidencial.

A operação precisa ainda de luz verde das autoridades espanholas da concorrência. A decisão destas autoridades deve ser conhecida durante o terceiro trimestre deste ano. Em informação enviada ao regulador, a empresa de Bilbau informou que este montante vai ser pago em duas vezes: na data da conclusão do negócio e em Janeiro do próximo ano, segundo a mesma fonte.


No final de Junho foi noticiado que, a Media Markt estava a analisar a compra dos activos da Phone House em Espanha. Contudo, a escolha dos britânicos recaiu sobre a Dominion, escreve o Expansión, dada a sua determinação na operação e o valor em caixa disponível.

Recentemente, a empresa basca deixou de estar cotada em bolsa, o que lhe permitiu arrecadar 165 milhões de euros. Com este montante, escreve a mesma fonte, a companhia conseguiu avançar com o seu plano de aquisições: comprou quatro firmas num ano.


A Dominion tem presença em mais de 30 países e tem mais de cinco mil funcionários. Com esta operação vai aumentar substancialmente a sua dimensão e vai reforçar a sua actividade. No ano passado, teve uma facturação de 612 milhões de euros.


Em Espanha, a The Phone House tem mais de 500 lojas, sendo que 249 são lojas próprias e as restantes são em franchising.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar