Banca & Finanças Estado deverá recuperar 67 milhões de euros do BPP Cayman

Estado deverá recuperar 67 milhões de euros do BPP Cayman

O litígio entre o Estado, o BPP e o BPP Cayman, que se arrastava desde 2009, pode ter fim à vista, avança o Expresso. A verba a receber pelo erário público será usada para abater ao dinheiro injectado em 2008 no BPP.
Estado deverá recuperar 67 milhões de euros do BPP Cayman
Pedro Elias/Negócios
Negócios 17 de dezembro de 2016 às 15:09

Um acordo entre o Governo, o BPP, SA e o BPP Cayman, instituições em liquidação, deverá permitir ao Estado reaver 67 milhões de euros.

De acordo com o Expresso, que este sábado noticia o entendimento, o erário público receberá desde já 7 milhões de euros relativos a créditos dados como garantia ao Estado e que foram recuperados pelo BPP Cayman.

O restante valor, a maior fatia de 60 milhões de euros, está incluída numa verba total de 100 milhões de euros que eram reclamados pelo Estado, BPP e BPP Cayman. Estas duas últimas entidades receberão 15 e 25 milhões de euros, respectivamente, conduzidos depois para as suas massas falidas.

Os 67 milhões de euros serão usados para abater aos 450 milhões de euros colocados em 2008 por seis bancos no BPP, injecção feita com garantia estatal.

Para que o dinheiro dê entrada nos cofres públicos é ainda necessário que os tribunais em Portugal e nas ilhas Cayman dêem o seu assentimento ao acordo alcançado e que demorou dois anos a obter.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 18.12.2016

Ora 7.000.000-68= 6.999.932

A PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PARA NADA SERVE 17.12.2016

O BPN é uma das maiores vergonhas para a PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA, instituição paga pelos contribuintes e cuja actuação prima pelo total alheamento dos crimes de conhecidos banqueiros, tais como DIAS LOUREIRO, DUARTE LIMA, ARLINDO CARVALHO e OLIVEIRA E COSTA, todos amigos de CAVACO SILVA.

A PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PARA NADA SERVE 17.12.2016

O BPP é uma das maiores vergonhas para a PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA, instituição paga pelos contribuintes e cuja actuação prima pelo total alheamento dos crimes de conhecidos banqueiros, tais como DIAS LOUREIRO, DUARTE LIMA, ARLINDO CARVALHO e OLIVEIRA E COSTA, todos amigos de CAVACO SILVA.

Marcio Freitas 17.12.2016

Uaaaaau uma fortuna

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub