Aviação Estados Unidos levantam proibição de computadores a bordo dos aviões

Estados Unidos levantam proibição de computadores a bordo dos aviões

Depois de aplicadas novas medidas de segurança para a detenção de explosivos, os Estados Unidos vão passar a permitir o transporte de computadores portáteis com os passageiros de 10 países maioritariamente muçulmanos.
Estados Unidos levantam proibição de computadores a bordo dos aviões
Wilson Ledo 21 de julho de 2017 às 12:54

A proibição de transportar computadores a bordo foi levantada nos Estados Unidos da América. Assim, os passageiros de voos de dez países maioritariamente muçulmanos afectados pela proibição podem voltar a ter aparelhos electrónicos consigo na bagagem de mão.

O anúncio foi feito esta quinta-feira, 20 de Julho, pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos. A proibição tinha sido levantada em Março, com a administração Trump a alegar o perigo de serem activados explosivos através dos computadores.


A intenção chegou a ser a de proibir estes dispositivos em todos os voos para os Estados Unidos, fazendo soar os alarmes das companhias aéreas para uma nova dor de cabeça. Contudo, o Departamento de Segurança Interna acabou por anunciar em Junho novas regras de segurança para os aeroportos e companhias aéreas a viajar para os Estados Unidos no controlo de passageiros, com foco na detenção de explosivos.


Mais de 280 aeroportos, incluindo dos 10 países visados pela proibição dos computadores portáteis, cumpriram com essas novas directivas. Por isso mesmo, a limitação anterior – aplicada a países como Turquia, Egipto, Arábia Saudita, Marrocos, Qatar ou Emirados Árabes Unidos - acabou por ser levantada, explica o The New York Times.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub