Turismo & Lazer Estrangeiros em Portugal crescem 10% até Setembro

Estrangeiros em Portugal crescem 10% até Setembro

Nos primeiros nove meses do ano foi ultrapassada a barreira das 30 milhões de dormidas de estrangeiros nos hotéis nacionais. Já os turistas nacionais são os que mais contribuem para um bom resultado em Setembro.
Estrangeiros em Portugal crescem 10% até Setembro
Pedro Zenkl/Correio da Manhã

Portugal registou, nos primeiros nove meses do ano e pela primeira vez, mais de 30 milhões de dormidas de estrangeiros nos seus estabelecimentos hoteleiros. A subida é de 10,5% em termos homólogos, de acordo com os dados do INE.

No seu todo, o país registou 15 milhões de hóspedes e 43 milhões de dormidas entre Janeiro e Setembro, ambos crescimentos na ordem dos 9%. Sete em cada 10 dormidas foram de estrangeiros, em linha com a tendência consolidada nos últimos meses.


Enquanto a estada média se fixou nas 2,87 noites, a taxa de ocupação aumentou para os 51,6% nos primeiros nove meses de 2016. Neste período, o sector conseguiu aumentar os seus proveitos em 16,1% para os 2,3 mil milhões de euros. Cada quarto garantiu um retorno médio de 46 euros aos hoteleiros.


Lisboa e Algarve são as regiões que mais pesam no número de dormidas embora Açores e Norte registem os maiores crescimentos nos dados divulgados esta terça-feira, 15 de Novembro, pelo Instituto Nacional de Estatística. O cenário mantém-se quando só analisado o mês de Setembro.


No primeiro mês após o fim do Verão, a hotelaria portuguesa registou 2,1 milhões de hóspedes e 5,9 milhões de dormidas, ambas subidas na ordem dos 7%. A recuperação do mercado interno (+6,5%) permitiu este resultado embora os estrangeiros (+4,9%) continuem a pesar sete em cada 10 dormidas. Em termos de nacionalidades, o destaque vai para a francesa, que protagoniza uma subida superior a 20%.


Em Setembro, a taxa de ocupação subiu para os 61,4% e o sector hoteleiro conseguiu registar proveitos a rondar os 347 milhões de euros, num aumento de 16,5% face ao mesmo mês de 2015. O retorno por quarto foi de 59,3 euros.




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
RUA DO MEU PAÍS Há 2 semanas

Portugal é dos portugueses esta escumalha que desapareça e depressa antes que. Precisamos de um Trump e de um muro bem alto.

alcpf Há 2 semanas

Está louco "Português"? O turismo em Portugal corresponde a cerca de 10% do PIB! Uma das principais industrias e seguras! Seria o colapso de Portugal se acabasse com o turismo!

Português Há 2 semanas

Uma praga que nos invade e com a qual os portugueses nada ganham. Ou melhor, ganham tuk-tuk, esplanadas a atravancar os passeios e a ausência de casa para alugar a preços decentes. Por isso RUA com esta corja!!! Na hora de votar, correr com os Merdinas que nos governam.

JG Há 2 semanas

http://www.travelandleisure.com/destination-of-the-year/portugal

pub
pub
pub
pub