Energia EUA devem tornar-se exportadores de energia na próxima década

EUA devem tornar-se exportadores de energia na próxima década

Os Estados Unidos da América devem tornar-se exportadores de energia durante a próxima década devido à subida das exportações de gás natural e à queda das importações de produtos petrolíferos.
EUA devem tornar-se exportadores de energia na próxima década
Ana Laranjeiro 05 de janeiro de 2017 às 18:23

A Administração de Informação Energética estima que os Estados Unidos se tornem exportadores líquidos de energia durante a próxima década. Algo que deve ficar a dever-se a uma subida das exportações de gás natural e a uma queda das importações de produtos petrolíferos, escreve a Reuters.

 

A Administração de Informação Energética aponta ainda que, apesar dos Estados Unidos terem sido importadores líquidos de energia desde 1953, a quebra nas importações energéticas e o crescimento das exportações que se verificou durante o último ano vão permitir uma mudança de tendência. Com esta mudança que se iniciou nos últimos meses, a Administração aponta o ano de 2026 como a data em que os EUA podem tornar-se exportadores líquidos de energia.

 

Adam Sieminski, administrador da Administração de Informação Energética, apontou, citado pela Reuters, que "os Estados Unidos podem ser completamente independentes em termos energéticos".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub