Automóvel EUA querem impedir condutores de usar aplicações no telemóvel

EUA querem impedir condutores de usar aplicações no telemóvel

As autoridades norte-americanas de segurança rodoviárias emitiram recomendações de adesão voluntária para os fabricantes de equipamentos móveis para que os condutores sejam impedidos de aceder a imagens e texto não relacionado com a condução.
EUA querem impedir condutores de usar aplicações no telemóvel
Paulo Zacarias Gomes 23 de Novembro de 2016 às 16:30
A autoridade norte-americana de segurança rodoviária quer que os fabricantes de telemóveis impeçam o uso de aplicações por parte dos condutores durante a viagem de carro.

Com essas alterações, por exemplo, os condutores ficariam impedidos de enviar mensagens de texto (SMS), de usar a internet ou de aceder a vídeos que não tenham relação com a condução - os sistemas de navegação, como o GPS, seriam permitidos - , texto de livros ou fotografias.

As instruções, de adesão voluntária, foram formuladas pela Administração Nacional de Tráfego nas Auto-estradas, que recomendou ainda que os fabricantes de automóveis tornem mais fácil a interoperabilidade dos smartphones e dos sistemas de entretenimento a bordo. 

O objectivo das regras, divulgadas esta quarta-feira e avançadas pela Associated Press, é reduzir acidentes causados por condutores distraídos pelo uso de telefones.

De acordo com a agência noticiosa, uma em cada dez mortes na estrada foi causada por distracção do condutor. As mortes no trânsito aumentaram 10,4% entre Janeiro e Junho em relação ao mesmo período de 2015, ano em que tinham aumentado 7,2%.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub