Redes Sociais Facebook oferece centenas de milhares de dólares para fechar acordos de direitos de autor

Facebook oferece centenas de milhares de dólares para fechar acordos de direitos de autor

O Facebook está a oferecer centenas de milhares de dólares às editoras de música para que os utilizadores da rede social possam incluir músicas legalmente nos vídeos que publicam, revelou fonte próxima do assunto, citada pela Bloomberg.
Facebook oferece centenas de milhares de dólares para fechar acordos de direitos de autor
Reuters
Negócios com Bloomberg 06 de setembro de 2017 às 09:25

A decisão surge depois de ter havido uma "explosão" de publicação e visualização de vídeos no Facebook, com muitos utilizadores a usarem imagens e músicas cujos direitos de utilização não estão garantidos pela rede social. O que leva a que muitos detentores dos direitos possam exigir ao Facebook que retire as publicações em questão.

 

A Bloomberg realça que as editoras e os detentores do direitos de músicas têm estado a negociar com o Facebook durante vários meses de forma a encontrarem uma solução para esta questão. A empresa liderada por Mark Zuckerberg tem prometido que vai criar um sistema que identifique as músicas que não respeitas os direitos de autor.

 

Ainda assim estas medidas deverão ainda demorar dois anos até estarem concluídas, o que é um período considerado demasiado longo, segundo fontes ligadas ao processo.

 

Mas o Facebook estará determinado em conseguir um acordo o mais depressa possível para tentar evitar a despublicação de vídeos dos seus utilizadores, bem como eventuais processos legais. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub