Turismo & Lazer Falta de mão-de-obra preocupa hoteleiros
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Falta de mão-de-obra preocupa hoteleiros

Ordenados maiores e perspectivas de uma carreira internacional são duas das exigências dos novos trabalhadores do sector do turismo, numa altura em que a falta de mão-de-obra já se faz sentir.
Falta de mão-de-obra preocupa hoteleiros
Bruno Simão/Negócios
Wilson Ledo 25 de janeiro de 2018 às 23:11

Todos os anos saem das 12 escolas do Turismo de Portugal cerca de 1.400 alunos de formação inicial e outros 4.500 de formação contínua, isto é, profissionais ou desempregados. Um número que nã

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
lol Há 3 semanas

Parece que o patronato ainda não percebeu que os tempos mudaram, por 500 paus o patrão que tire cafés e sirva à mesa lololololololololol

Anónimo Há 3 semanas

Reparem nos nos hoteleiros /restauração pagam ordenado minimo ou pouco mais,com excesso de horários.
Exibem grandes bombas e casas . UM IMBECIL DE PATRÃO destes , não se pode queixar de falta de pessoal
nem da qualidade desse pessoal.

Anónimo Há 3 semanas

Um hotel com golfo e todo o luxo da zona do Estoril, a maioria dos trabalhadores são estagiários,
com uma compensação mensal de cerca de cento e poucos euros, a fazer horas extras gratis, substituições
de efectivos e quando passam a efectivos, tem ordenados minimos ou quase. Para CHULOS a falta

Anónimo Há 3 semanas

Se pagarem bem e derem horários decentes não vão ter problemas.
Tem problemas porque pagam mal e querem escravos.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub