Banca & Finanças Faria de Oliveira: “Tenho muita confiança na actual gestão da Caixa”
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Faria de Oliveira: “Tenho muita confiança na actual gestão da Caixa”

Faria de Oliveira, presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos entre 2008 e 2011, foi ouvido na comissão parlamentar de inquérito à gestão do banco público. Prefere não comentar as acusações do PSD de que a comissão se tratou do "maior branqueamento da democracia".
Faria de Oliveira: “Tenho muita confiança na actual gestão da Caixa”
André Veríssimo 24 de julho de 2017 às 00:01

A CGD tem estado a servir de arma de arremesso político e com prejuízos para a própria Caixa?
Eu creio que em termos políticos o facto de a CGD ser uma instituição pública e o facto

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 23.07.2017

Atão este gajo esteve lá na altura onde houve todo o forrobodo e quer ficar impune!?
Tem que se saber toda a verdade;quem deu dinheiro a torto e direito e a quem foi doado.
O dinheiro da CGD é público, o banco é do povo,nosso;queremos saber toda a verdade,tim por tim tim,ou isto é uma ditadura!?

comentários mais recentes
Anónimo 24.07.2017

Este Faria de Oliveira = Armando Vara = Carlos Santos Ferreira, investiguem honestamente e tornem públicas as conclusões, para os donos (contribuintes) da CGD saberem onde são enterrados os seus impostos.

PadeiraAljubarrota 24.07.2017

Às vezes a confiança pode ser um presente envenenado. Neste caso se for para se continuarem a privilegiar na Caixa critérios de recrutamento, promoção e recondução em cargos de direção e outros, baseados em afinidades politicas, sociais, desportivas, românticas e familiares, e não nos critérios rigorosos que fizeram o prestígio da Caixa e dos seus "Caixeiros" no passado, baseados em rigor,isenção, competência, trabalho duro e profissionalismo.

Anónimo 24.07.2017

“Tenho muita confiança na atual gestão da Caixa”, diz o antigo presidente da Caixa .Eu também gostaria de ter igual confiança.Mas ,embora continue a dar o benefício da dúvida a Paulo Macedo e à sua equipe, preciso, como o S.Tomé, de ver alguma coisa para crer.E até agora o que eu vi, não foi uma gestão preocupada em ultrapassar a crise apelando aos trabalhadores da Caixa pela criação de mais e melhor valor para os clientes, mas sim pelo caminho mais fácil (mas porventura mais perigoso para o futuro da Caixa) de cortar na despesa dispensando trabalhadores. Mas ainda não perdi a esperança, sempre a última morrer. É possível que a seguir aos cortes na despesa venha um esforço profundo e necessário para a criação de mais e melhores fontes de receitas. Mas atenção Dr. Macedo: o tempo urge e “quem espera desespera”, mesmo os que à partida, em si acreditam...

Anónimo 23.07.2017

Atão este gajo esteve lá na altura onde houve todo o forrobodo e quer ficar impune!?
Tem que se saber toda a verdade;quem deu dinheiro a torto e direito e a quem foi doado.
O dinheiro da CGD é público, o banco é do povo,nosso;queremos saber toda a verdade,tim por tim tim,ou isto é uma ditadura!?

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub