Automóvel FCA Portugal integra marca Jeep

FCA Portugal integra marca Jeep

A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) Portugal é, a partir de agora, a nova representante da Jeep no nosso país, saindo assim da alçada do importador privado espanhol Grupo Bergé, onde se encontrava há alguns anos.
FCA Portugal integra marca Jeep
Adriano Oliveira 11 de setembro de 2017 às 08:00

O anúncio da passagem da marca para a empresa portuguesa foi feito na última semana e contou com a presença de Dante Zilli, presidente da Jeep para a região EMEA (Europe, Middle East and Africa). O responsável da Jeep acredita que esta nova realidade da marca é positiva para aumentar os volumes de vendas em Portugal e, sobretudo, ganhar quota de mercado.

A Jeep passa assim a integrar o portefólio das marcas representadas em Portugal pela FCA, ao lado da Fiat, Alfa Romeo, Abarth, Fiat Professional e Mopar.


O posicionamento da Jeep ao lado da Alfa Romeo como marca ‘premium’ do grupo, obrigou, por outro lado, a uma vasta reestruturação da rede de concessionários e a investimentos da ordem dos seis milhões de euros.


A nova rede é agora composta por 15 pontos de venda e 18 pontos de pós-venda que em termos geográficos representa uma forte cobertura nacional, tanto no continente como nas ilhas. Áreas de exposição exclusivas com uma imagem cuidada que deixa transparecer todos os valores da marca, equipas de venda e pós-venda formadas de raiz para garantir o melhor atendimento ao cliente e maiores capacidades de financiamento através do FCA Bank, são algumas das novidades nos processos comerciais específicos para a Jeep. 


Para Dante Zilli, "este é o momento certo para Jeep passar a ser representada e comercializada em Portugal pela FCA, não só pela melhoria das condições económico-financeiras do País que os dados oficiais transmitem, como pelo bom momento que o sector automóvel atravessa, em particular o segmento em que os produtos Jeep se inserem".


Em Portugal, o segmento dos SUV cresceu 32% no ano completo de 2016, num mercado que cresceu no mesmo ano 16%. Os SUV representam em Portugal sensivelmente 20% do mercado total.


Na Europa, a tendência também é semelhante. Em 2016, a Jeep bateu recordes de vendas por cinco anos consecutivos tendo comercializado 1.401.321 unidades, ultrapassando o milhão de unidades pelo terceiro ano consecutivo. E no primeiro semestre de 2017, a Jeep vendeu cerca de 54 mil viaturas, mantendo a sua quota europeia estável.


O Renegade, primeiro SUV criado em parceria entre Itália e os Estados Unidos da América, consolidou a sua liderança no seu segmento com as vendas a crescerem 4,9% face ao primeiro semestre de 2016. O próximo lançamento do novo Jeep Compass contribuirá para um crescimento ainda maior.


O novo modelo chega à rede de concessionários no dia 21 de Outubro, num fim-de-semana de portas abertas. Com preços a partir dos 30 mil euros, está disponível com tracção às duas e às quatro rodas. No primeiro caso, paga Classe 1 nas portagens desde que associado à Via Verde; em 4x4 paga Classe 2.


A gama Jeep no mercado nacional é constituída ainda pelo Cherokee, Grand Cherokee e Wrangler.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Mais uma marca que passa para um consecionario espanhol.

pub