Empresas Feedzai volta a estar na lista da Tech Tour Growth 50

Feedzai volta a estar na lista da Tech Tour Growth 50

A empresa que opera na detecção de fraude está pelo segundo ano consecutivo na lista da Tech Tour Growth 50, que destaca as empresas de maior potencial e crescimento na Europa.
Feedzai volta a estar na lista da Tech Tour Growth 50
Sara Matos
Ana Laranjeiro 15 de fevereiro de 2017 às 07:00

A Feedzai, uma start-up tecnológica portuguesa que usa o machine-learning para, em tempo real, analisar grandes quantidades dados visando detetar e prevenir fraude em transações electrónicas, está pelo segundo ano consecutivo na lista da Tech Tour Growth 50.

 

Esta lista destaca as empresas de maior potencial e crescimento na Europa e é tida como um "índice de referência para as marcas tecnológicas de rápido crescimento, seguindo critérios rigorosos no processo de selecção das 50 empresas que fazem parte deste ranking", refere o comunicado enviado às redacções.

 

Nuno Sebastião (na foto), CEO da Feedzai, aponta em comunicado que "sermos seleccionados para a lista Tech Tour Growth 50 significa que estamos prontos para ser globais". "Ao contarmos com clientes importantes em todos os continentes, provamos que a grande tecnologia pode transcender fronteiras geográficas".

 

"Uma parte significativa do nosso sucesso vem da construção de uma cultura diversificada que atrai os melhores talentos, muitos dos quais se classificam no top 1% dos talentos na área de data science e que só podem ser encontrados na Europa."

 

As empresas que estavam no último ranking Tech Tour Growth 50 criaram, desde 1998, mais de nove mil empregos e já levantaram mais de 3,7 mil milhões de dólares em financiamento, pode ler-se ainda no comunicado.

  




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub