Banca & Finanças Félix Morgado de saída do Montepio? “Não comento rumores nem especulações”

Félix Morgado de saída do Montepio? “Não comento rumores nem especulações”

“Quem fala não faz. Esta equipa do conselho de administração faz, por isso, não fala. Os resultados demonstram que nós fazemos”, asseverou o presidente executivo do Montepio. Sobre novos accionistas, também não falou.
Félix Morgado de saída do Montepio? “Não comento rumores nem especulações”
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 24 de outubro de 2017 às 18:31

José Félix Morgado qualifica como "rumores" as notícias que dão conta de que está de saída da liderança executiva da Caixa Económica Montepio Geral. Por isso, não os quer comentar.

 

"Não comento rumores nem especulações. Quem fala não faz. Quem fala não sabe fazer", declarou o presidente executivo da instituição financeira na conferência de imprensa de apresentação de resultados, esta terça-feira, 24 de Outubro.

 

Questionado sobre o tema, Félix Morgado estendeu-se: "Esta equipa do conselho de administração faz, por isso, não fala. Os resultados demonstram que nós fazemos. Estamos a cumprir o que era o nosso compromisso".

 

Sobre a alegada vontade de a associação mutualista accionista da caixa querer retirar de funções alguns dos gestores da actual equipa, Félix Morgado repetiu a ideia. "Trabalhamos, fazemos, não falamos".

 

Esta foi também a postura do líder da caixa económica às questões sobre a eventual entrada de novos accionistas, remetendo para a mutualista liderada por António Tomás Correia. José Félix Morgado não quis mesmo confirmar se estavam a correr auditorias próximas ("due dilligence") por parte de instituições interessadas em entrar no capital da caixa, como a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que chegou a um princípio de acordo com a caixa.

 

A Caixa Económica Montepio Geral apresentou lucros de 20,4 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, face aos 67,5 milhões de prejuízos registados até Setembro de 2016.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub