Banca & Finanças Fernando Ulrich: "Nos relatórios do BPI está a vida financeira do Dr. António Domingues"

Fernando Ulrich: "Nos relatórios do BPI está a vida financeira do Dr. António Domingues"

O presidente do BPI apoiou a posição do antigo colega. "Nos relatórios do BPI está a vida financeira do Dr. António Domingues", defendeu o banqueiro.
Fernando Ulrich: "Nos relatórios do BPI está a vida financeira do Dr. António Domingues"
Maria João Gago 26 de outubro de 2016 às 18:16

Sem se querer pronunciar sobre a polémica em torno da obrigação ou não de o presidente da CGD ter de entregar uma declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional, Fernando Ulrich apoiou a posição do antigo colega. "Nos relatórios do BPI está a vida financeira do Dr. António Domingues", defendeu o banqueiro.

 

"Não consigo entender que [a discussão sobre a declaração de rendimentos do presidente da CGD] seja um tema que tenha a importância que está a ter. Nos relatórios e contas do BPI está lá a vida financeira do Dr. António Domingues", defendeu Fernando Ulrich, presidente do BPI, na apresentação de resultados do banco.

 

O banqueiro não quis pronunciar-se sobre a polémica em torno dos salários da gestão da Caixa e do escrutínio aos rendimentos do gestor, mas acabou por, indirectamente, mostrar que não considera necessário que o líder da CGD entregue a declaração de rendimentos no Tribunal Constitucional.

 

"Não é uma questão central. É importante no debate político e partidário. Não vou interferir. No BPI, como em qualquer banco, nos relatórios e contas vêm apresentados todos os detalhes das nossas remunerações", sublinhou.

 

Para Ulrich, o importante na questão da Caixa é o acordo alcançado com Bruxelas sobre a capitalização do banco do Estado. "A negociação de António Domingues e do Governo com a Comissão Europeia é uma grande conquista para o país e para o sistema financeiro. Uma CGD forte e respeitada é muito importante para o país", defendeu. 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Franklin Dias 20.11.2016

Sobre declaração, o que está a escapar aos políticos? Ulrich terá razão? Se tem, terei de concluir que estamos mal servidos de políticos...

Anónimo 26.10.2016

Os amigos (consultadora) mais os meninos do BPI querem passar aos funcionários da CGD uma certificado de incompetência. Esperem para ver os resultados este ano e depois comparem com os anos seguintes. As imparidades (afundar as contas) o capital (recapitalização) vão fazer deste senhores uns heróis.

Anónimo 26.10.2016

É raro estar de acordo com este banqueiro. Hoje não é o caso : toda esta chinfrineira alimentada pela direita e pela extrema-esquerda serve para esconder e afastar do público o essencial: a grande vitória política do governo na obtenção do acordo de Bruxelas para a capitalização da CGD. Partidarices

Tinto 26.10.2016

Em Portugal existe orgulho em ser charlatão. Não existe faculdade que possa competir com os vendedores de peixe podre.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub