Banca & Finanças Fitch corta "rating" do Deutsche Bank para terceiro nível acima de "lixo"

Fitch corta "rating" do Deutsche Bank para terceiro nível acima de "lixo"

A agência de notação financeira considera que o maior banco alemão vai demorar mais tempo que o previsto a atingir as metas de resultados.
Fitch corta "rating" do Deutsche Bank para terceiro nível acima de "lixo"
reuters
Nuno Carregueiro 29 de setembro de 2017 às 08:43

A Fitch reviu em baixa o "rating" do Deutsche Bank, com a classificação da dívida do maior banco alemão a deixar de estar na categoria A.

 

A notação financeira desce de A- para BBB+, o que corresponde já ao oitavo nível na escala da agência e a três de cair para a zona de investimento especulativo ("lixo"). A perspectiva está estável.

 

Numa nota divulgada esta manhã, a Fitch justifica o corte de rating com a "pressão sobre as contas", sendo que o Deutsche Bank deverá "demorar algum tempo" a atingir as metas a que se propôs.

 

"Já não esperamos que as receitas demonstrem qualquer sinal de recuperação este ano, enquanto os necessários custos de reestruturação deverão continuar a penalizar os resultados líquidos", afirma a Fitch.

 

O banco alemão tem como objectivo atingir uma taxa de rentabilidade do capital, após impostos (RoTE), de 10%. 

     

O Deutsche Bank tem vivido tempos turbulentos e há alguns meses esteve mesmo no centro das preocupações dos mercados financeiros, já que foi alvo de elevadas multas nos Estados Unidos, o que conjugado com os fracos resultados e níveis de capital reduzidos, fez surgir receios sobre a viabilidade daquele que é o maior banco alemão.

 

Recentemente o banco tem vivo tempos de maior acalmia, sendo que em Março a Standard & Poor’s chegou mesmo a subir o rating do banco, de BBB+ para A-. A Moody’s classifica a dívida do banco em Baa2 (segundo nível acima de lixo) desde Maio de 2016.

 

As acções do Deutsche Bank caem 0,14% para 14,35 euros.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
os IDIOTAS que hoje vendem BCP 29.09.2017

Só podem ser PORTUGUESES os IDIOTAS que hoje estão a vender AÇÕES do MILENIUM BCP a este PREÇO RIDICULO dia 15 de outubro os RATINGS do BCP e de PORTUGAL vão voltar a subir E os lucros do 3 trimestre já triplicaram em relação ao PRIMEIRO

Por isso é que és um campónio 29.09.2017

É porque não percebes nada disto. A notação da dívida nada tem que ver com a qualidade das análises de avaliação de empresas. Mas isto deve ser demasiado complexo para a tua modesta cabecita. Volta para o campo que deve haver estrume para espalhar hoje. A fazer isso deves ser bom. Deixa isto das finanças para quem percebe.

Camponio da beira 29.09.2017

E era este que andava a dizer que o bcp era um diamante em bruto..eheheh