Empresas Fórum de Davos: Costa, Guterres e Caldeira Cabral vão estar presentes

Fórum de Davos: Costa, Guterres e Caldeira Cabral vão estar presentes

O Fórum Económico Mundial vai contar com nove portugueses este ano. O primeiro-ministro vai-se estrear em Davos. Do mundo empresarial, Sonae e Jerónimo Martins voltam a marcar presença.
Fórum de Davos: Costa, Guterres e Caldeira Cabral vão estar presentes
Miguel Baltazar
André Cabrita-Mendes 11 de janeiro de 2017 às 13:35
Portugal vai voltar a marcar presença no Fórum Económico Mundial onde vão estar presentes políticos e empresários de todo o mundo. O país vai contar com vários líderes políticos e empresariais na cimeira que vai ter lugar em Davos, na Suíça. São nove portugueses no total.

O primeiro-ministro vai estar presente pela primeira vez nesta cimeira e surge na agenda como um dos oradores convidados. António Costa vai ser um dos oradores no evento "Criar uma estratégia digital nacional" no dia 19 de Janeiro, onde também vai estar presente o secretário-geral da OCDE, Angel Gurria.

Já o ministro da Economia vai regressar pelo segundo ano consecutivo a Davos. Manuel Caldeira Cabral vai ser orador em três eventos nos dias 18 e 19 de Janeiro, incluindo um discurso num evento onde vão estar presentes vários líderes empresariais de África e da América Latina.

Carlos Moedas também volta a marcar presença, na qualidade de comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação.

Também António Guterres vai estar pela primeira em Davos na qualidade de secretário-geral das Nações Unidas, onde vai dar um discurso no dia 19 de Janeiro.

A comitiva portuguesa em 2016 contou com seis participantes. Já em 2015 foram oito no total. As presenças foram divulgadas esta quarta-feira, 11 de Janeiro, pelo Fórum Económico Mundial.

O mundo empresarial português vai contar com três representantes. Cristina Fonseca, co-fundadora da Talkdesk, vai estar presente pela primeira vez. A Talkdesk é uma startup portuguesa a operar em Silicon Valley e que permite às empresas criarem o seu próprio call center em qualquer ponto do mundo.

Já a Jerónimo Martins volta a marcar presença no evento, através de Henrique Soares dos Santos, administrador do grupo de distribuição. Também José Soares dos Santos, pela Sociedade Francisco Manuel dos Santos, volta a estar presente.

A presença do grupo Sonae vai estar assegurada este ano por Cláudia Azevedo, presidente executiva da Sonae Capital. Em 2015, a representação ficou a cargo do presidente executivo da Sonae SGPS, Ângelo Paupério.

O nono português a estar presente em Davos vai ser Pedro Rodrigues de Almeida, que faz parte do comité executivo do Fórum Económico Mundial.

Com um mestrado em Engenharia Física pela Universidade Técnica de Lisboa e um doutoramento em Física pelo Instituto de Tecnologia de Lausanne, o português é um dos oradores do painel "Acabar com a corrupção: A recuperação da verdade" no dia 19 de Janeiro.

O 47.º encontro anual do Fórum Económico Mundial vai ter como foco cinco desafios à liderança em 2017: o reforço da colaboração global, a restauração do sentido de identidade partilhada, a revitalização do crescimento económico, a reforma do capitalismo e a preparação da quarta revolução industrial.

(Notícia actualizada às 15:45 com a inclusão de mais uma personalidade portuguesa em Davos: Henrique Soares dos Santos) 



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 11.01.2017


Comemorações Oficiais

Ladrões FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

GORDURAS DO ESTADO

As Gorduras & Mordomias do Estado são, na sua maioria, os salários e pensões da FP.

Valor anual das pensões e salários da FP = 30 000 milhões de euros.

TOCA A CORTAR NESTES LADRÕES!

comentários mais recentes
Anónimo 11.01.2017

salad recipes Russian cuisine http://0gogo.ru/kitchen - Russian lean cuisine recipes for every day

pertinaz 11.01.2017

ENTÃO E O PROF. MARTELO???

ACHO QUE A COMITIVA É DEMASIADO PEQUENA...

VAMOS A CAMINHO DO ABISMO

Anónimo 11.01.2017


COSTA LADRÃO, EM AÇÃO

A MALTA DA BANCARROTA II (O REGRESSO AO BURACO)

Com a nomeação de Costa, regressam em peso ao governo, os responsáveis pela bancarrota de 2011...

só falta mesmo o padrinho Sócrates, que comanda tudo nos bastidores.

Anónimo 11.01.2017


Comemorações Oficiais

Ladrões FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

GORDURAS DO ESTADO

As Gorduras & Mordomias do Estado são, na sua maioria, os salários e pensões da FP.

Valor anual das pensões e salários da FP = 30 000 milhões de euros.

TOCA A CORTAR NESTES LADRÕES!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub