Concorrência & Regulação Futura presidente da CMVM pondera escusa nas decisões sobre BPI

Futura presidente da CMVM pondera escusa nas decisões sobre BPI

Segundo o jornal Eco, a futura presidente da CMVM deverá pedir escusa quando o assunto em deliberação estiver relacionado com o BPI, devido a relações familiares.
Futura presidente da CMVM pondera escusa nas decisões sobre BPI
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 22 de Outubro de 2016 às 16:35
A futura presidente da CMVM, Gabriela Figueiredo Dias, deverá afastar-se na tomada de posição de deliberações da entidade supervisora sobre o BPI, nomeadamente na análise ao registo da OPA do CaixaBank sobre o banco liderado por Fernando Ulrich.

Segundo o jornal Eco, foi a própria que pediu escusa de qualquer processo de decisão sobre o BPI por considerar que pode haver conflito de interesses. É que o seu pai, Jorge de Figueiredo Dias, é vogal do conselho fiscal do BPI. Enquanto vice-presidente da CMVM, Gabriela Figueiredo Dias tem evitado, segundo o mesmo jornal, pronunciar-se sobre o banco português.

Contactada pelo Negócios, a CMVM recusou-se a comentar este assunto.

Gabriela Figueiredo Dias já foi ouvida no Parlamento, no âmbito da audição prévia de supervisores e reguladores. A sua nomeação ainda terá de ir a Conselho de Ministros. Só depois assumirá funções de presidente da CMVM, substituindo Carlos Tavares.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado VivaViriato Há 1 semana

Então significa temos CASO NO BPI que vai ser abafado? É por isso que não acontece nada ao aguenta aguenta Ulrich, eles estão em todo o lado, até tomaram conta do concorrente CGD, a Caixa, em 7 administrados colocaram lá 6, no crédito público a responsável também é BPI, o governo fez lei à medida do BPI, O la caixa dono do BPI emprestou 400 milhões a Angola, isto é ao pai da Isabel que tem 20% do BPI para adoçar o bico, a imprensa também é amiga que passa notícias a lavar imagem e assim tudo se passa alegremente e o zé povinho a ver a banda a passar...

comentários mais recentes
Mário Há 1 semana

Há lá tantos conflitos de interesses e amiguismos, tanto esqueleto, que isto é ridículo

VivaViriato Há 1 semana

Então significa temos CASO NO BPI que vai ser abafado? É por isso que não acontece nada ao aguenta aguenta Ulrich, eles estão em todo o lado, até tomaram conta do concorrente CGD, a Caixa, em 7 administrados colocaram lá 6, no crédito público a responsável também é BPI, o governo fez lei à medida do BPI, O la caixa dono do BPI emprestou 400 milhões a Angola, isto é ao pai da Isabel que tem 20% do BPI para adoçar o bico, a imprensa também é amiga que passa notícias a lavar imagem e assim tudo se passa alegremente e o zé povinho a ver a banda a passar...

Anónimo Há 1 semana

Gil Vicente bem podia ter escrito o Auto da Trapalhada que muito ajudaria a pedagogia da vida...

Jorge Alves Há 1 semana

https://www.youtube.com/watch?v=1UfgVVcpSE8

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub