Comércio Galerias Lafayette querem comprar La Redoute

Galerias Lafayette querem comprar La Redoute

Os grandes armazéns franceses Galerias Lafayette querem comprar 51% do capital da La Redoute, empresa especializada em encomendas à distância, anunciaram hoje as duas empresas em comunicado conjunto.
Galerias Lafayette querem comprar La Redoute
Bloomberg
Lusa 31 de agosto de 2017 às 13:41

As Galerias Lafayette pretendem com esta operação, cujo valor do negócio não foi revelado, ficar com 100% de La Redoute "a longo prazo".

De acordo com o comunicado, "a compra irá possibilitar às Galerias Lafayette acelerar o processo de digitalização do negócio", permitindo à La Redoute, empresa de encomendas por correio, prosseguir o seu desenvolvimento em França e a nível internacional, numa óptica "rentável e duradoura".

A aquisição vai também ajudar a La Redoute a atingir "o objectivo de 1.000 milhões de euros de vendas em 2021", refere ainda o comunicado.

O volume de negócios de La Redoute, que surgiu em 1836, atingiu os 750 milhões de euros no ano passado, tendo registado 9 milhões de visitas mensais na sua página na internet.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub