Energia Galp aumenta produção de petróleo em 67,9% no quarto trimestre

Galp aumenta produção de petróleo em 67,9% no quarto trimestre

A subida da produção de petróleo da energética portuguesa coincidiu com um período de crescimento dos preços da matéria-prima e das margens de refinação. As vendas de gás natural também aumentaram.
Galp aumenta produção de petróleo em 67,9% no quarto trimestre
Sara Matos
Rita Faria 31 de janeiro de 2017 às 07:44

A produção de petróleo da Galp Energia aumentou 54,5% nos últimos três meses do ano passado, face ao mesmo período de 2015, segundo os dados operacionais preliminares enviados esta terça-feira, 31 de Janeiro, à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

De acordo com o Trading Update, a energética liderada por Carlos Gomes da Silva produziu nesse período 75,6 mil barris de petróleo por dia (kbopd), o que, em relação aos três meses anteriores, representa um acréscimo de 9,8%.

A produção média working interest da Galp subiu 63,2%, em termos homólogos, para 84,9 mil barris por dia (produção bruta de matéria-prima, sobretudo petróleo, que inclui todos os custos decorrentes das operações, como os impostos).

No que respeita à produção net entitlement (obtida depois de pagos todos os custos associados a concessões, que tem impacto nas contas da petrolífera e por isso são os mais relevantes para o mercado), o crescimento foi de 67,9% para 82,7 mil barris.

 

Esta evolução aconteceu num período marcado pela subida dos preços do Brent e das margens de refinação. O valor médio do barril de Brent aumentou 12,7% entre Outubro e Dezembro, face aos mesmos meses do ano anterior, para 49,3 dólares, enquanto as margens de refinação de referência para o sector desceram 3,4% para 3,9 dólares.

 

Já a actividade de refinação e distribuição recuou ligeiramente, com as vendas a clientes directos a diminuírem 2% em relação aos últimos três meses de 2015 para 2,2 toneladas métricas. 

No que respeita às vendas totais de gás natural, a evolução foi igualmente positiva, com este indicador a crescer 10%, em termos homólogos, para 1.861 mm3.

 

No comunicado enviado à CMVM, a Galp destaca que a informação revelada "está sujeita a alterações", na medida em que os dados definitivos só serão divulgados no próximo dia 21 de Fevereiro.   




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub