Energia Galp. Venda de gás natural subiu 40% devido à seca

Galp. Venda de gás natural subiu 40% devido à seca

O presidente da Galp defendeu a necessidade de existirem alternativas às renováveis, para garantir o abastecimento de electricidade quando as renováveis falham.
Galp. Venda de gás natural subiu 40% devido à seca
Galp
André Cabrita-Mendes 31 de julho de 2017 às 22:25
As vendas de gás natural em Portugal da Galp subiram 40% no primeiro semestre. Este disparo aconteceu devido à seca no país, o que provocou um recuo na produção de electricidade das barragens.  O peso do gás natural para produção eléctrica subiu de 1% para 24% entre 2016 e 2017, com a Galp a sublinhar a importância de não se estar dependente das renováveis. "Intermitência do hídrico e do eólico a não dar garantia na sustentabilidade do abastecimento. A segurança do abastecimento teve que socorrer-se de fontes alternativas, o que demonstra que tem de haver uma complementaridade do mix energético", disse o líder da Galp.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub