Empresas Galp faz descoberta "de grande dimensão" de gás natural em Moçambique

Galp faz descoberta "de grande dimensão" de gás natural em Moçambique

A petrolífera portuguesa conclui com sucesso a perfuração de um poço na Bacia do Rovuma, no "offshore" de Moçambique. A descoberta "de grande dimensão" aumenta o potencial da Área 4, diz a petrolífera.
Hugo Paula 01 de Agosto de 2012 às 08:01
A Galp Energia anunciou uma descoberta de gás natural no “offshore” de Moçambique que aumenta o potencial de exploração em 10 biliões de pés cúbicos (tcf) para um potencial total estimado de 70 tcf, segundo o comunicado da petrolífera na Comissão do Mercado e Valores Mobiliários (CMVM).

“Esta nova descoberta aumenta os recursos da Área 4 em pelo menos 10 biliões de pés cúbicos (tcf) de gás no jazigo, confirmando um volume mínimo de 62 tcf no jazigo já descobertos”, lê-se no comunicado.

Este é o quinto poço que o consórcio para a exploração do prospecto Mamba North East perfura com sucesso, adianta a Galp, que detém uma participação de 10% no projecto operado pela ENI (com 70% dos direitos). “Destes recursos, pelo menos 20 tcf encontram-se em reservatórios localizados exclusivamente na Área 4”, lê-se ainda.

O poço fica a 60 quilómetros da costa de Cabo Delgado e a descoberta revela 200 metros de gás natural em múltiplas areias de elevada qualidade.



A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Short, short 01.08.2012

Caro Manel
Não esquecer de algo importante que os analistas técnicos/gráficos por vezes esquecem, as medidas políticas e/ou financeiras que terão que ser tomadas na Europa.
Eu continuo curto até que a crise se resolva. E como é que ela vai ser resolvida? Com injecção abundante de capital (como a FED fez nos EUA), quando a Alemanha vergar é a hora de inverter, até lá dou-lhes sem dó nem piedade.
Bons negócios

Manel 01.08.2012


Para o amigo das 13,36, já viu como a ação perdeu força ao longo do dia e com uma notícia qe parecia que a galp tinha descoberto gás para 500 anos, mais uma vez lhe digo estas notícias para mim é LIXO

Manel 01.08.2012


Caro amigo das 13,36 eu não sou o short short nem faço ideia de quem seja, mas digo-lhe já ando nisto a algum tempo e só tomei juízo no dia em que desliguei das notícias e de analistas de meia tijela, eu sigo análise gráfica e técnica, e mais uma vez lhe digo que a galp dentro de de 2 a 3 meses vai tocar os 7,00 euros mas isto é a minha análise, vale o que vale, e quanto a notícias como esta e outras do genero para mim é lixo.

não se esqueça disto

Há pessoas que são pagas para fazerem com que outras percam dinheiro.

Para o "Manuel" 13:36 01.08.2012


Oh "Manuel", dizes que "concordas com o Short, Short".
Olha que espanto !
Tu, muito provavelmente, és o próprio Short, Short mascarado !

Pessoas com análises tão fora da realidade só podem ser únicas, visto basearem-se na teimosia, pelo facto de tentarem fazer prevalecer o seu ponto de vista totalmente ilógico.

Teimosia que não resiste ao mínimo confronto com a racionalidade e que vai frontalmente contra todo o imenso potencial de activos da petrolífera.

Há pessoas que são assim e não há volta a dar-lhe.

Acho que já estou a perder tempo demais contigo, até porque nem accionista da GALP sou, na medida em que infelizmente não tenho fundos para isso.

Podes levar a bicicleta, como diz uma anedota muito conhecida.
Porém, a verdade e a razão, essas, não as levas, porque estão contra a nhurice.

Cpts.

ver mais comentários
pub