Energia Gasóleo vai disparar para máximos desde o Verão de 2015

Gasóleo vai disparar para máximos desde o Verão de 2015

Os preços dos combustíveis em Portugal vão sofrer uma forte subida a partir de segunda-feira. O gasóleo vai atingir o valor mais elevado em mais de um ano e a gasolina um máximo desde Junho deste ano.
Gasóleo vai disparar para máximos desde o Verão de 2015
Bloomberg
Nuno Carregueiro 07 de outubro de 2016 às 14:14

O fim-de-semana que se aproxima é um daqueles que vai mesmo valer a pena ir atestar o depósito do seu automóvel. É que a partir de segunda-feira, 10 de Outubro, os preços dos combustíveis vão sofrer um forte agravamento, devido à subida da matéria-prima nos mercados internacionais.

 

Depois de várias semanas de oscilações ligeiras nos preços, na próxima semana será diferente. O aumento será o mesmo para a gasolina e para o gasóleo, com o preço por litro a registar a maior subida em oito meses no caso do primeiro combustível e de mais de um ano no caso do diesel.

 

De acordo com os cálculos do Negócios, com base nas cotações disponibilizadas pela Bloomberg, o preço do litro de gasóleo vai aumentar três cêntimos, o que representa a maior subida desde a primeira semana de Setembro de 2015.  

 

Nos postos de abastecimento em Portugal, o preço médio do gasóleo simples situou-se esta semana nos 1,141 euros, de acordo com os dados da Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG). Assim, com o aumento de 3 cêntimos, o combustível passará para 1,171 euros a partir da próxima segunda-feira, 10 de Outubro. Será o nível mais elevado desde a primeira semana de Agosto do ano passado e que se situa já 13,5% acima do valor registado no final do ano passado.

 

No caso da gasolina o aumento é o mesmo: 3 cêntimos por litro. Será a maior subida desde a segunda semana de Fevereiro deste ano, que colocará o preço da gasolina simples em 1,404 euros por litro, o que representa o nível mais elevado desde a primeira semana desde Junho deste ano.

 

Estas fortes subidas nos preços dos combustíveis para os consumidores reflectem o forte aumento dos produtos petrolíferos nos mercados internacionais.

 

De acordo comas cotações da Bloomberg, a tonelada métrica do diesel (em euros) subiu mais de 8% esta semana, enquanto a tonelada métrica da gasolina subiu 7,5%. Ambos os combustíveis registaram estas fortes subidas numa semana em que o Brent superou a barreira dos 50 dólares por barril (perto de máximos de Outubro do ano passado).

 

A impulsionar a negociação da matéria-prima tem estado a promessa da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) de reduzir a produção de petróleo, o que está a fazer crescer a especulação que o excesso de oferta mundial de "ouro negro" vai diminuir.







A sua opinião55
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


PS LADRÃO, em ação (sempre a roubar os trabalhadores do privado).

COSTA LADRÃO aumenta impostos, aumenta dívida, aumenta despesa com salários e pensões da FP…

e corta em tudo o resto!

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas



PS . BE . PCP são uns PHILHOS DE PHU TA que xupam o sangue ao POVO...

para dar mais dinheiro e privilégios aos FP & CGA.


Anónimo Há 2 semanas

Austeridade das esquerdas. Gatunos golpistas!

Aemenio Há 2 semanas

Venha rápido as eleições porque desta vez nem com BATOTA vão lá! Onde estão os sindicatos?! Andamos tão caladinhos! Então agora está tudo Bem?!

Anónimo Há 2 semanas

Não há problema. O governo vai certamente retirar os 6 cêntimos que decidiu cobrar...sabe-se lá porquê.

ver mais comentários