Banca & Finanças Generali vai abandonar mais de uma dezena de mercados

Generali vai abandonar mais de uma dezena de mercados

O objectivo é vender os negócios em 13 a 15 mercados que a seguradora italiana considera não serem os mais atractivos. A decisão pode garantir um retorno de mil milhões de euros.
Generali vai abandonar mais de uma dezena de mercados
Reuters
Wilson Ledo 23 de Novembro de 2016 às 13:38

A companhia de seguros Generali vai abandonar a sua operação em mais de uma dezena de mercados que considera serem menos atractivos. A notícia foi avançada esta quarta-feira, 23 de Novembro, pela agência Reuters.

O objectivo é angariar cerca de mil milhões de euros com as alienações dos negócios em mercados considerados mais fracos para a seguradora italiana, a que se acrescentam poupanças de 200 milhões em custos de operação.


A Generali irá rever assim a sua presença em 13 a 15 países, não especificando quais. O Negócios já contactou com a unidade portuguesa para perceber se o país será um dos afectados e encontra-se à espera de resposta.


A seguradora negou ainda os rumores que davam conta que estaria a considerar cerca de oito mil despedimentos fora de Itália. "Esse número não existe. Não há planos de despedimento ou reestruturação", afirmou o CEO Philippe Donnet, recusando o cenário de cortes em postos de trabalho.


A medida surge numa altura em que o sector dos seguros enfrenta baixas taxas de juro que estreitam a sua margem, lembra a agência Reuters.


O grupo segurador conta com 76 mil trabalhadores em todo o mundo. Em Portugal está presente desde 1942, contando com mais de 350 colaboradores e 1.300 agentes. No ramo de seguros não vida, conta com uma quota de mercado de 3,45%.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub