Energia Gestora britânica dá nega à EDP na OPA
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Gestora britânica dá nega à EDP na OPA

A sociedade Ecofin defende que os 6,75 euros oferecidos pela EDP na OPA à Renováveis são baixos e rejeita vender. Os britânicos criticam que a EDP queira forçar uma fusão sem ter em conta os minoritários e também deixa críticas aos reguladores ibéricos.
A carregar o vídeo ...
André Cabrita-Mendes 10 de julho de 2017 às 07:00

Na oposição às condições da oferta pública de aquisição (OPA) sobre a EDP Renováveis (EDPR), a sociedade gestora britânica Ecofin defende que o preço oferecido pela EDP é

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
João aviador 10.07.2017

Continuam a gozar com a malta. Logo que ganham poder, sejam da dextra ou da sinistra, todos se sentem como o vilão. E já se sabe o que o vilão faz ao povo quando lhe dão um pau. Quanto criminosos insossos, bavas, loureiros, granadeiros e outros, nada como os apoiar vá-se lá saber o dia de amanhã.

Anónimo 10.07.2017

A CMVM devia perguntar à EDP como explica um emprestimo de €43 milhões do BES à Aquapura, empreendimento de luxo no Douro, que faliu e da qual o Dr. Mexia era o grande socio. BES era accionista da EDP e tinha representantes na administração. Não foi só o Pinho. Há mais. Procurem. CMVM, acorda.

Anónimo 10.07.2017

Os Reguladores deviam ter VERGONHA é preciso virem os estrangeiros falar.
De reguladores não têm nada para fazer de conta mais vale fecharem a porta.

BCP price target 0.52 em AGOSTO 10.07.2017

mas que raio de contas fez o caixa bi els ou são PARVOS ou estão a fazer -nos de ESTUPIDOS 0.33 valem os 51% do MILENIUM polaco que está a abarrotar de LUCROS que assim como o de cá já TRIPLICOU os LUCROS do 1 TRIMESTRE

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub