Banca & Finanças Goldman Sachs supera previsões com subida de 2% nos lucros

Goldman Sachs supera previsões com subida de 2% nos lucros

Os recordes de Wall Street beneficiaram os resultados do Goldman Sachs, que ficaram acima do registado no período homólogo e do esperado pelos analistas.
Goldman Sachs supera previsões com subida de 2% nos lucros
reuters
Nuno Carregueiro 17 de outubro de 2017 às 13:24

O Goldman Sachs registou um resultado líquido de 2,13 mil milhões de dólares no terceiro trimestre, o que representa um aumento de 2% face ao período homólogo. Em temos ajustados, o lucro por acção situou-se nos 5,02 dólares, bem acima dos 4,25 dólares projectados pelos analistas consultados pela Bloomberg.

 

As receitas também cresceram 2%, para 8,33 mil milhões de dólares, igualmente acima do previsto pelos analistas (7,51 mil milhões de dólares).

 

As receitas obtidas com os investimentos em participações financeiras noutras cotadas dispararam 51% para 1,39 mil milhões de dólares, com o Goldman Sachs a beneficiar com a subida acentuada dos mercados accionistas, em particular de Wall Street.

 

O Goldman Sachs é dos poucos bancos de investimento norte-americanos que ainda concentra grande parte da sua actividade na gestão de participações financeiras em cotadas. O que beneficiou os resultados do banco numa altura em que vários índices accionistas atingem máximos históricos.

 

Os ganhos obtidos nesta unidade compensaram a redução da actividade noutras áreas, sobretudo no "trading" de dívida e outros títulos, que têm sofrido com a quebra da volatilidade. As receitas na área de corretagem de títulos de dívida, divisas e matérias-primas desceram 26%. No trading de acções a queda foi de 7%.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub