Aviação Governo acredita que OPV da TAP vai ser um "grande sucesso"

Governo acredita que OPV da TAP vai ser um "grande sucesso"

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas acredita que a confiança dos trabalhadores no futuro da TAP vai fazer com que a oferta pública de venda venha a ser um sucesso.
Governo acredita que OPV da TAP vai ser um "grande sucesso"
O Governo acredita que a Oferta Pública de Venda (OPV) de 5% do capital da companhia aos trabalhadores vai ser um sucesso.

A estimativa foi feita pelo ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, esta quarta-feira, 10 de Maio, precisamente no dia em que termina a operação.

"Não tenho dados sobre os resultados da OPV. Mas todas as indicações que temos é de um grande sucesso, de uma grande procura", disse o ministro na comissão parlamentar de economia.

"Julgo que este é um momento simbólico importante e um resultado importante pela forma positiva como os trabalhadores olham para o processo", declarou o governante.

Pedro Marques sublinhou o "dinamismo e o conjunto de opções que os investidores privados trouxeram para a empresa" e que a confiança dos trabalhadores no futuro da empresa "se irá reflectir na operação de venda aos trabalhadores de 5% das acções".

Conforme avançou o Negócios esta quarta-feira, a procura de acções  da TAP por parte dos pilotos, no âmbito da OPV de 5% do capital da companhia, supera em cinco vezes as  colocadas à disposição dos trabalhadores.

Esta estimativa foi adiantada ao Negócios por David Paes, presidente do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC). Segundo o líder desta estrutura sindical  esta adesão "superou francamente as expectativas iniciais que já eram boas".

Nesta OPV foram colocadas à venda 75 mil acções, ao valor de 10,38 euros. Mais de 500 pilotos associados do SPAC terão subscrito ordens de compra de acções da TAP.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
policia e gnr velhinhos 60 anos reformados S/corte 10.05.2017

TB QUEREMOS SER SOCIOS

TER PARTICIPAǺÃO NA EMPRESA PAGA COM DINHEIRO DOS TUGAS CONTRIBUINTES, É UMA MARAVILHA

6 MILHÕES DE TRABALHADORES BURROS K NEM UMA PORTA

pub