Banca & Finanças Governo apresentou Domingues em Bruxelas e Frankfurt como “candidato”

Governo apresentou Domingues em Bruxelas e Frankfurt como “candidato”

O secretário de Estado das Finanças admitiu ao Público e à TSF que António Domingues esteve em duas reuniões antes de assumir a CGD, mas nega que houvesse informação confidencial discutida nessa altura.
Governo apresentou Domingues em Bruxelas e Frankfurt como “candidato”
Miguel Baltazar
Negócios 24 de Novembro de 2016 às 09:00

O secretário de Estado das Finanças, Ricardo Mourinho Félix, garantiu, em declarações ao Público e à TSF esta manhã, que não houve "informação confidencial" prestada nas duas reuniões em que António Domingues, presidente da CGD, esteve em Bruxelas e Frankfurt, antes de assumir o cargo no banco público e numa altura em que ainda era administrador do BPI. O objectivo era avaliar as condições do gestor para o cargo, que dependiam de decisões de organismos externos.


A primeira reunião aconteceu a 24 de Março, poucos dias depois do convite ter sido feito a Domingues, com Daniel Nouy, presidente do mecanismo único de supervisão europeu, um órgão ligado ao BCE. A segunda, a 7 de Abril, foi com a Direcção-Geral de Concorrência (DGCOMP), mas não contou com a presença da comissária europeia para a Concorrência e sim com o alemão que dirige este departamento.


"Nestas reuniões António Domingues só podia ir como convidado do Governo, porque estas autoridades não reúnem com presidentes de bancos, menos ainda com candidatos. Eu apresentei-o como vice-presidente do BPI, disse que o tínhamos convidado para ser presidente da Caixa - e que ele estava disponível. E que queríamos saber se havia disponibilidade para abdicar do plano que estava em curso na CGD, aprovando um novo plano de negócios sem ajuda de Estado; para aceitar uma estrutura de governação em que o Estado não se metia; e garantindo que a Caixa teria um sistema de incentivos normal", referiu Mourinho Félix ao Público.


O governante adiantou ainda que "não havia qualquer informação confidencial", salientando que o accionista não poderia ter acesso a ela, tendo em conta o sigilo bancário. "Foi apenas uma discussão conceptual. E quando se trabalhou no plano de negócio, fez-se com informação pública, aplicando à Caixa os rácios do BPI", salientou o governante.


A polémica em torno de Domingues, desde que assumiu a presidência da CDG tem sido muita, primeiro por causa da apresentação da declaração de rendimentos e agora por ter estado presente em reuniões em que foi discutida a recapitalização do banco público




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado joaoaviador Há 1 semana

A mentira tornou-se um hábito. A verdade uma ilusão. Continuam a gozar com a malta sem vergonha nem consideração. E a cobra nunca mais chega para acordar o parceiro Marcelo!

comentários mais recentes
pertinaz Há 1 semana

SR. COSTA (DESCENDENTE DE INDIANOS)

SOMOS UM POVO TOLERANTE E DE BRANDOS COSTUMES...

... MAS NÃO ACEITAMOS SER GOVERNADOS POR UM DITADOR...

... DEFENSOR DE UMA SOCIEDADE DE CASTAS...

... EM QUE UNS SÃO FILHOS E OUTROS ENTEADOS...

JÁ CHEGA DE CANALHICE !!!

Cristina Cohen Há 1 semana

Será que Costa vai desmentir o seu secretário ou vai dar-lhe palmadinhas nas costas? Isto é uma vergonha!

Enrrabai as bloqueiras fedorentas Há 1 semana

Mortágua se estivesse a direita no governo não se calava com a CGD! Assim com toda esta novela fedorenta da CGD na praça pública não se ouve um pio! Está a gostar? Para castigo ou não devia ser enrrabada à bruta por 5 negrões abonados e cheios de tesão, até guinchava q nem uma ratazana de esgoto!

Joao Cardoso Das Neves Há 1 semana

E ninguem no governo assume qualquer responsabilidade!! Nunca se viu nada assim. Que mais podemos esperar nesta novela CGD/PS ???

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub