Indústria Governo aprova incentivos fiscais para criar 525 postos de trabalho

Governo aprova incentivos fiscais para criar 525 postos de trabalho

Os seis investimentos por parte de empresas da Austrália, Canadá, França e Portugal vai também permitir manter mais de 800 postos de trabalho.
Governo aprova incentivos fiscais para criar 525 postos de trabalho
Miguel Baltazar / Negócios
André Cabrita-Mendes 15 de dezembro de 2016 às 14:22
O Governo aprovou incentivos fiscais a seis investimentos na indústria em Portugal. Estes investimentos ascendem aos 215 milhões de euros.

"Este é o maior conjunto de investimentos dos últimos dois anos", disse o ministro da Economia esta quinta-feira, 15 de Dezembro, após a aprovação em Conselho de Ministros.

"Este investimento na indústria transformadora tem um enorme potencial no aumento das exportações", apontou Manuel Caldeira Cabral. Desta forma, vão ser criados 525 novos postos de trabalho, mantendo também 854 empregos.

Os investimentos são de empresas da Austrália, França, Canadá e também portuguesas que actuam nos sectores automóvel, turismo, plásticos ou chapas de metal. As regiões onde se inserem são Arcos de Valdevez, Bragança, Braga, Figueira da Foz e Porto.

"Todos estes projectos têm em comum a aposta na inovação. Queria também  destacar a relevância deste investimento para a modernização, crescimento da economia portuguesa e criação de emprego", sublinhou o ministro.



A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 15.12.2016


Os ladrões de esquerda

PS - e seus apoiantes - ROUBAM A VIDA A 500.000 TRABALHADORES

EMIGRAÇÃO FORÇADA

Os Portugueses foram obrigados a emigrar devido à bancarrota do Socrates! …

e ao brutal aumento de impostos, ordenado pelo TC, para sustentar os privilégios dos ladrões FP e CGA.

(claro que os xux.as e FP tentam esconder esta realidade)

comentários mais recentes
José André Rosa 15.12.2016

10 ANOS DA REFORMA 120 MESES 66 anos ... 36 ANOS CARREIRA DESCONTOS.. Fundo desemprego 38 meses + 36 meses idmenizaçoes 74 meses de custos sem trabalhar ....... 46 meses penalizaçao 23 por cento de cortes nas reformas ate aos 66 anos.... VEJAM OS CUSTOS ... o incentivo ao emprego e as reformas antecipadas ,,,,,,, CHAPEUS HA MUITOS ... Um dia hao-de cagar o que comeram ... ja faltou mais.

Anónimo 15.12.2016


Os ladrões de esquerda

PS - e seus apoiantes - ROUBAM A VIDA A 500.000 TRABALHADORES

EMIGRAÇÃO FORÇADA

Os Portugueses foram obrigados a emigrar devido à bancarrota do Socrates! …

e ao brutal aumento de impostos, ordenado pelo TC, para sustentar os privilégios dos ladrões FP e CGA.

(claro que os xux.as e FP tentam esconder esta realidade)

Oscar Abreu 15.12.2016

Edmundo Rainho vê-se que percebe mesmo do assunto se as empresas não se instalasem cá não havia emprego nem exportações

Anónimo 15.12.2016


Os ladrões de esquerda

PS - e seus apoiantes - ROUBAM A VIDA A 500.000 TRABALHADORES

EMIGRAÇÃO FORÇADA

Os Portugueses foram obrigados a emigrar devido à bancarrota do Socrates! …

e ao brutal aumento de impostos, ordenado pelo TC, para sustentar os privilégios dos ladrões FP e CGA.

(claro que os xux.as e FP tentam esconder esta realidade)

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub