Empresas Governo aprova três contratos de investimento de 55 milhões de euros

Governo aprova três contratos de investimento de 55 milhões de euros

O Governo aprovou três contratos de investimento que deverão criar 529 postos de trabalho. O Executivo prolongou ainda um quarto contrato já assinado.
Governo aprova três contratos de investimento de 55 milhões de euros
Bruno Simão
Sara Antunes 05 de janeiro de 2017 às 15:34

O Executivo aprovou esta quinta-feira, 5 de Janeiro, três novos contratos de investimento, de acordo com o comunicado que foi enviado às redacções no final do Conselho de Ministros.

 

No total, os três contratos correspondem a 55 milhões de euros de investimento e deverão criar 529 postos de trabalho.

 

O primeiro contrato foi celebrado com a Mecachrome Aeronáutica "para a construção e equipamento de uma nova unidade industrial em Évora, no sector da aeronáutica, que irá permitir criar uma nova linha de produção e possibilitar o desenvolvimento de uma série de produtos fabricados com um novo processo produtivo criogénico. O valor do investimento situa-se nos 29,8 milhões de euros, sendo criados 282 postos de trabalho", refere o comunicado.

 

A Hikma Farmacêutica (na foto) deverá avançar com "um centro de produção dedicado à produção de medicamentos líquidos e liofilizados injectáveis. Com um valor de investimento de 19,1 milhões de euros, o contrato permitirá a criação de 227 postos de trabalho".

 

O terceiro contrato de investimento será celebrado com a Toyota Caetano Portugal, com o objectivo da empresa realizar "investimentos que se irão traduzir na introdução de tecnologias inovadoras e no desenvolvimento de novos processos mais eficientes e permitir uma redução do impacto da actividade da empresa nas emissões de gases com efeitos de estufa. Com este contrato, no valor de 5,9 milhões de euros, serão criados 20 postos de trabalho".

 

O Executivo liderado por António Costa adianta ainda que prorrogou "o período de investimento em mais sete meses", no contrato de investimento com a Royal Óbidos, Promoção e Gestão Imobiliária e Turística. Esta prorrogação está relacionada com a "demora no arranque do investimento devido a atraso na disponibilização de fundos", revela a mesma fonte.




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 05.01.2017


Comemorações Oficiais

Ladrões FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO

Porque é que 7 000 000 de trabalhadores e pensionistas privados têm de ser cada vez mais sacrificados para sustentar a reposição dos salários, das pensões e das mordomias de 1 000 000 de ladrões FP / CGA?

São medidas injustas que vão enterrar os portugueses em mais de 2 000 milhões €, por ano, todos os anos!

Chega de mordomias para os funcionários públicos, são as 35 horas de trabalho, os dias de férias que começam nos 25 dias, as pensões muito acima dos restantes mortais e com muito menos anos de descontos, o bloco de "desculpas" para faltar ao trabalho, as inúmeras greves dos inúteis sindicatos, a impossibilidade de serem despedidos.


comentários mais recentes
Anónimo 05.01.2017

Governo aprova três contratos de investimento de 55 milhões de euros

TUDO OBRA DO PASSOS COELHO!

Anónimo 05.01.2017

Seria interessante saber deste investimento quanto e subsidiado a fundo perdido pela Europa, e indicar os níveis salariais dos postos de trabalho criados!

surpreso 05.01.2017

55 milhões e com que incentivos?Portugal recebe até 2020 ,por ano, 3,6 mil milhões OFERECIDOS PELA EUROPA,NOS FUNDOS DE COESÃO.55 é colossal...

JJJCCC 05.01.2017

Cara Sara Antunes: o q significa "o governo aprova contratos de investimento"? O Governo vai deter uma parte das empresas/fábricas que vão emergir?. Se não, os negócios privados dependem de aprovação do governo? Todos?, Se não, ainda, trata-se de subsídios? sob que programa? e em que %.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub