Aviação Governo da Madeira apela a "solução concertada" para enfrentar mau tempo no aeroporto da ilha

Governo da Madeira apela a "solução concertada" para enfrentar mau tempo no aeroporto da ilha

O Governo da Madeira apelou hoje a todo o sector do turismo e à Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF) para a necessidade de uma "solução concertada" para responder à situação de previsão de condicionamento no aeroporto da ilha.
Governo da Madeira apela a "solução concertada" para enfrentar mau tempo no aeroporto da ilha
Sofia A. Henriques/Negócios
Lusa 03 de agosto de 2017 às 17:28
Numa nota divulgada na região, a Secretaria da Economia, Turismo e Cultura madeirense defende a necessidade de preparação de "uma resposta articulada" que evite "as situações que se viveram recentemente" no aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo e "abone a favor dos passageiros e da imagem do destino" turístico.

A ANA - Aeroportos de Portugal alertou hoje para as previsões de vento forte entre os dias 5 e 8 de Agosto, que podem provocar "constrangimentos" na operação de aterragem e descolagem das aeronaves na ilha.

No mesmo documento, o governo madeirense refere terem sido enviadas missivas às unidades hoteleiras no sentido de serem "equacionadas, atempadamente, soluções de acolhimento e de maior apoio aos passageiros, através do recurso aos quartos que, ficando vagos, não voltem a ser preenchidos".

A secretária do Turismo da Madeira também escreveu às agências de viagens solicitando que, "em articulação permanente com a ANA - Aeroportos de Portugal, haja capacidade de informar e esclarecer os passageiros com voos previstos neste período, para a possibilidade de alteração dos mesmos, facilitando-se, com isso, o apoio e a comunicação junto de quem venha a ser afectado".

Apela também a "uma sensibilização reforçada pela via da Associação Comercial e Industrial do Funchal (ACIF), afirmando que a tutela "espera a melhor atenção, compreensão e intervenção junto dos seus associados".

"Contrariamente ao sucedido na semana passada, temos, nesta ocasião, a possibilidade de prever e de preparar uma melhor resposta que nos dignifique, enquanto Região turística que se afirma, nacional e internacionalmente, pela sua hospitalidade e capacidade de bem receber", diz o executivo da Madeira nas cartas enviadas.

A secretaria regional considera igualmente ser "fundamental que esta antecipação favoreça o encontro de uma resposta eficaz e de apoio directo que, salvaguardando os interesses dos turistas, acautele, simultaneamente, a imagem e o bom nome de todo o setor turístico regional e, naturalmente, do destino Madeira, no seu todo".

As previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para o dia 5 de Agosto (sábado), no arquipélago da Madeira, apontam para períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral pouco nublado nas vertentes sul da ilha.

Também indicam a possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas.

Quanto ao vento, o IPMA prevê que soprará moderado (20 a 35 quilómetros/hora) predominando de nordeste, sendo de moderado a forte (30 a 45 quilómetros/hora) nas terras altas, com rajadas até 70 quilómetros/hora.

Para o dia seguinte (domingo), o IPMA aponta que as rajadas podem atingir os 80 quilómetros/hora.

Nos dias 24 e 25 de Julho, os movimentos de aterragem e descolagens estiveram condicionados devido ao vento forte, o que levou ao cancelamento de 22 voos, tendo apenas 24 dos 54 programados conseguido aterrar na Madeira, enquanto oito tiveram de divergir para os aeroportos das Canárias, Porto Santo e Porto.

Apenas 18 aviões conseguiram fazer-se à pista aproveitando algumas "abertas" nas condições meteorológicas, uma situação que afectou milhares de passageiros.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 03.08.2017

Já lá tive problemas a aterrar, com ventos cruzados tendo que ir aterrar a Porto Santo. Aeroporto, muito, muito perigoso com mau tempo.