Comércio Governo e indústria de panificação vão assinar acordo para reduzir sal no pão

Governo e indústria de panificação vão assinar acordo para reduzir sal no pão

O Executivo e a indústria de panificação vão assinar na segunda-feira um acordo para reduzir o teor máximo de sal adicionado ao pão.
Governo e indústria de panificação vão assinar acordo para reduzir sal no pão
Bloomberg
Sara Ribeiro 13 de outubro de 2017 às 19:40

O Governo e várias associações representantes da indústria de panificação vão assinar na segunda-feira um acordo para reduzir o teor máximo de sal na comercialização de pão em Portugal.

O compromisso vai ser assinado pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, e pela Associação Nacional de Industriais da Panificação, Pastelaria e Similares de Lisboa, Associação dos Industriais de Panificação, Pastelaria e Similares do Norte e Associação de Comércio e da Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares.

Na segunda-feira, data em que se assinala o Dia Mundial da Alimentação, o ministério da Saúde assinará também protocolos de cooperação com as cidades de Lisboa e Santo Tirso," que serão assim cidades pioneiras na Promoção da Alimentação Saudável", de acordo com um comunicado enviado às redacções.

Para promover esta medida de reduzir o sal no pão será também lançada uma campanha de comunicação intitulada "Juntos contra o sal".

Este acordo acontece ao mesmo tempo que o Governo avançou com a proposta de taxar os alimentos com elevado teor de sal. De acordo com a proposta para o Orçamento do Estado para 2018, alimentos como bolachas, biscoitos e batatas fritas deverão passar a ser tributadas por uma nova taxa de 0,80 cêntimos por quilograma.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

http://semtraste.blogspot.pt/2017/08/os-novos-radicais.html

pub
pub
pub
pub