Transportes Governo garante que em 2017 transportes públicos vão dar resposta

Governo garante que em 2017 transportes públicos vão dar resposta

O ministro do Ambiente sublinhou no Parlamento que no Verão as melhorias da operação do Metro serão sentidas por todos. A 3 de Fevereiro será publicado o aviso para o concurso da obra na estação de Arroios.
Governo garante que em 2017 transportes públicos vão dar resposta
Miguel Baltazar
Maria João Babo 18 de janeiro de 2017 às 16:22

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, salientou esta quarta-feira, no debate de urgência requerido pelo Bloco de Esquerda sobre transportes públicos, que no ano passado as empresas do sector recuperar 7,2 milhões de passageiros, um aumento da procura de 1,7%  que, acrescentou, fez regressar "a exigência".

 

O governante, que lamentou não ter sido possível fazer recuperação de forma mais rápida, garantiu que  "2017 é o ano em que saberemos dar resposta à nova confiança que, apesar dos sobressaltos ao longo do ano, os portugueses voltaram a sentir na oferta de transporte público, que continuará a ser público com este Governo".

 

Matos Fernandes salientou que nos últimos anos "foram muitos os que deixaram de acreditar" nos transportes públicos, o que reflectiu numa  perda da procura de 25% nestas empresas".

O ministro salientou que em 2016 o EBITDA é positivo em cinco das seis empresas  e as receitas cresceram 3,3%.

 

Matos Fernandes admitiu que foi no Metro de Lisboa que o Governo encontrou a situação mais complexa. "Os bilhetes dependentes de um único fornecedor, a manutenção das composições sem peças, as estações ao abandono e sem projectos", disse.

 

Segundo afirmou, "a situação dos bilhetes está resolvida, na manutenção, das 23 composições paradas, duas entraram ontem em funcionamento, e mais duas ainda este mês", sendo que "até ao final de Abril, deixaremos de ter, em definitivo, problemas neste foro", garantiu.

 

A 3 de Fevereiro, anunciou o governante, será publicado o aviso para o concurso da obra de Arroios, resolvendo-se, com a obra, o maior estrangulamento na rede, e a 10 de Fevereiro iniciar-se-á a formação de 30 novos funcionários.

 

"Começam já a sentir-se as melhorias na operação, que ao chegar ao Verão serão mesmo sentidas por todos", afirmou ainda o ministro do Ambiente, acrescentando que "o orçamento do Metro para 2017 nos dá as garantias de este ser o ano de viragem".

 

O ministro reafirmou ainda o projecto de renovação de frotas num total de 600 autocarros no país, dos quais 400 para a Carris e a STCP.

 

E relativamente à Transtejo e Soflusa adiantou que até ao final de Fevereiro o Executivo terá um plano completo para a manutenção e operação, admitindo que nestes casos o orçamento será  mais apertado.

 

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 18.01.2017


TX JURO

No verão de 2015 tínhamos uma taxa de juros a 10 anos em 1,5%, hoje temos uma taxa a 10 anos em 4%.

Ah... já sei é culpa do Passos!

Esse malvado que não faz fretes à geringonça.

comentários mais recentes
Anónimo 18.01.2017


TX JURO

No verão de 2015 tínhamos uma taxa de juros a 10 anos em 1,5%, hoje temos uma taxa a 10 anos em 4%.

Ah... já sei é culpa do Passos!

Esse malvado que não faz fretes à geringonça.

Anónimo 18.01.2017

O País não é só Lisboa e Porto! Não é admissível que a maior região exportadora do País , constituída por cidades médias como Guimarães, Braga, Barcelos, V.N. Famalicão, Penafiel, Paços de Ferreira, Amarante, Vizela, Sto Tirso, não estejam ligadas por uma rede em estrela ou radial ferroviária.

pub