Banca & Finanças Governo italiano diz que fundo para a banca é “completamente suficiente”

Governo italiano diz que fundo para a banca é “completamente suficiente”

Uma fonte do ministério das Finanças garantiu à Bloomberg que o fundo de 20 mil milhões tem capacidade para responder às necessidades das instituições que venham a precisar de ajuda.
Governo italiano diz que fundo para a banca é “completamente suficiente”

O Governo italiano acredita que o fundo de 20 mil milhões de euros que foi criado para apoiar o sector bancário será suficiente para cobrir as necessidades de todas as instituições que venham a precisar.


O fundo de resgate é "completamente suficiente" para todos os requisitos no caso de os bancos sob observação necessitarem, disse à Bloomberg uma fonte do ministério italiano das Finanças.

 

A garantia é dada depois de o Banco Central Europeu (BCE) ter antecipado que o Banca Monte dei Paschi – que falhou o seu plano de recapitalização junto de privados – vai precisar de uma injecção de 8,8 mil milhões de euros, um valor superior aos 5 mil milhões de euros do plano inicial.

 

Segundo avançou ontem o Il Sole 24 Ore, o BCE enviou para Itália, na segunda-feira, uma carta em que justifica que a forte deterioração das condições financeiras do Monte dei Paschi exigirá uma capitalização bem superior à prevista e já aprovada pelo Governo italiano.

 
O jornal italiano escrevia ainda que, do total da recapitalização que o banco terá de fazer para cumprir com os rácios definidos pelas regras europeias, 6,3 mil milhões de euros, ou 71,6% do total, serão da responsabilidade do Estado. O restante montante deverá ser injectado pelos obrigacionistas. 

Com esta operação de recapitalização, o Estado italiano passará de uma participação de 4% no capital do banco mais antigo do mundo, para mais de 67%, adiantou a mesma publicação.

 

Recorde-se que as acções do Monte dei Paschi estão suspensas desde o final da semana passada, depois de a instituição ter assumido o falhanço do plano de recapitalização e ter pedido ajuda ao Governo. Os títulos deverão ficar sem negociar até que sejam conhecidos mais detalhes do plano de resgate.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Gatunos Há 3 semanas

20 mil milhões para tapar os roubos na banca Italiana são puros trocos, Portugal um país minúsculo da treta derreteu mais de 17 mil milhões na banca, vejam: BPN=6 mil milhões, EX-BES= 4 mil milhões , BANIF= 3,5 mil milhões, CGD=4 mil milhões, ou seja já vai em mais de 17,5 mil milhões de euros.
Portanto a Italia precisa de pelo menos 70 mil milhões de euros para tapar os buracos e roubos nos bancos Italianos.

pub
pub
pub
pub