Telecomunicações Governo nomeia comissão de vencimentos da Anacom

Governo nomeia comissão de vencimentos da Anacom

O Executivo indicou Amílcar Theias e Nazaré da Costa Cabral para a comissão de vencimentos da Anacom, entidade que vai decidir as remunerações da nova administração do regulador de comunicações.
Governo nomeia comissão de vencimentos da Anacom
Bruno Simão/Negócios
Sara Ribeiro 15 de junho de 2017 às 11:33

No âmbito da lei-quadro das entidades reguladoras, o Executivo nomeou a comissão de vencimentos da Anacom – regulador do sector de comunicações.

De acordo com o despacho publicado em Diário da República, Amílcar Theias foi o nome escolhido pelo membro do Governo responsável pela área das finanças para a comissão de vencimentos da entidade ainda liderada por Fátima Barros (na foto).

Amílcar Theias foi ministro das cidades e ordenamento no governo de Durão Barroso.

Já Nazaré da Costa Cabral, professora da Faculdade de Direito, foi "indicada pelo membro do Governo responsável pela área das comunicações", de acordo com o decreto-lei que entrou em vigor no dia 12 de Junho, data em que foi assinado pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, e pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d'Oliveira Martins.

A criação da comissão de vencimentos, cujos membros não são remunerados, está prevista na lei-quadro das entidades reguladoras desde início, publicada em 2013. Este diploma foi, entretanto, alterado. As mudanças feitas já este ano visam reduzir os salários dos administradores dos reguladores abrangidos na lei (o Banco de Portugal e a ERC, por exemplo, estão fora). Com as novas regras, incluindo remuneração e despesas de representação, o tecto máximo dos administradores ficará em 11.558 euros bruto.


Mas cabe à comissão de vencimentos determinar a remuneração mensal e o abono mensal para despesas de representação dos membros do conselho de administração.

A comissão de vencimentos da Anacom já terá em conta este valor máximo na remuneração do novo conselho de administração. O mandato da actual administração do regulador liderado por Fátima Barros, terminou no final de Maio.

De acordo com os últimos dados disponíveis, relativos a 2015, a remuneração da presidente do conselho de administração da Anacom situou-se em 14.599 euros. Já a remuneração do vice-presidente e vogais do conselho de administração rondou os 12.409 euros.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 15.06.2017

Quantos do PS, do PSD ? do CDS ? Atenção ao Passos Coelho, aparece já Revoltado de Cara Vermelha que nem um Pimento, ele com TACHOS não é de brincadeiras, tudo que tocar à GAMELA ele está atento, e fica furioso se não sair a ganhar no jogo dos TACHOS.

Tiro ao lado... 15.06.2017

O que o governo precisa criar é uma comissão de despedimentos da Anacom...

Camponio da beira 15.06.2017

E para quando a unidade de missão para a comissão de vencimenmtos da anacom.E claro, a unidade de missão irá precisar de uma comissão instaladora.

pub