Agricultura e Pescas Governo prolonga período crítico de defesa da floresta até ao fim do mês

Governo prolonga período crítico de defesa da floresta até ao fim do mês

O período crítico do Sistema de Defesa da Floresta, que prevê a proibição de lançar foguetes e fazer queimadas e fogueiras nos espaços florestais, foi hoje novamente prolongado até 31 de Outubro devido às condições meteorológicas.
Governo prolonga período crítico de defesa da floresta até ao fim do mês
Ricardo Almeida/Correio da Manhã
Lusa 13 de outubro de 2017 às 17:24

O período crítico já tinha sido prolongado, passando a vigorar entre 30 de Setembro e 15 de Outubro, atendendo às "condições meteorológicas excepcionais", como explicou na altura um despacho do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.

 

O novo despacho refere que o segundo prolongamento se justifica pelo facto de a chuva prevista poder "não ter expressão na alteração do índice de severidade meteorológico acumulado", mantendo-se, assim, um "elevado estado de secura dos combustíveis".

 

Uma nota hoje divulgada pelo Ministério da Agricultura adianta que "a quantidade de água disponível no solo, presumivelmente insuficiente para aumentar o teor de humidade para níveis ideais que contrariem as ignições e o número de incêndios rurais por dia".

 

Por isso, o Governo considera que se justifica "uma continuidade de medidas e de acções especiais de prevenção de incêndios florestais".

 

Este prolongamento não está relacionado com os meios de combate a incêndios florestais, cuja fase 'Charlie' -- a que conta com mais meios de combate e prevenção dos fogos -- terminou a 30 de Setembro.

 

O prolongamento do período crítico do Sistema de Defesa da Floresta implica a proibição, até final deste mês, de fumar, fazer lume e fogueiras ou queimas e queimadas nas florestas.

 

Além disso também é proibido lançar foguetes e balões de mecha acesa, fumigar ou desinfestar apiários, salvo se os fumigadores estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas, e fazer circular tractores, máquinas e veículos de transporte pesados que não tenham extintor, sistema de retenção de faúlhas ou faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub