Turismo & Lazer Governo que manter Red Bull Air Race em Portugal

Governo que manter Red Bull Air Race em Portugal

O ministro da Economia disse este domingo à Lusa acreditar que Portugal continuará no calendário da prova de aviões de acrobacia Red Bull Air Race, que hoje termina e à qual compareceu, para assistir, em Vila Nova de Gaia.
Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias Movenotícias
Lusa 03 de setembro de 2017 às 16:53
"Vemos com bons olhos a sua continuação. É um esforço que o Governo central, as autarquias, os patrocinadores todos têm de fazer para que estes eventos continuem, mesmo requerendo um grande esforço de organização e de apoio financeiro", frisou Manuel Caldeira Cabral.

O governante espera que seja possível trazer o evento para o país no próximo ano, dando "continuidade a uma prova que tem, de facto, alavancado a notoriedade do Porto como cidade e tem trazido turistas ao Norte e uma enorme adesão popular".

Para o ministro - que lembrou a falta de apoio em anos de crise e a consequente interrupção da prova no Porto e em Vila de Gaia entre 2009 e 2017 - esta iniciativa integra uma série de eventos "muitos importantes para a afirmação e dinamização externa das cidades portuguesas".

"Ao mesmo tempo que estamos a ver estas imagens espectaculares dos aviões, estamos também a ver uma imagem espectacular das cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia e a ver toda uma dinâmica que se cria de gente à volta destes eventos", disse.

Concordado tratar-se de uma prova que dá "visibilidade mundial a Portugal", o ministro defendeu ser essa a base do apoio do Governo, argumentando serem eventos como estes que "alavancam e, entre outros, fazem com seja a Região Norte a que mais cresceu em termos de turismo".

No primeiro dia de prova, um total de 250 mil pessoas assistiram no Porto à qualificação da Red Bull Air Race, prova de aviões acrobáticos, o que constitui um novo recorde num só dia de prova, anunciou a organização.

"Estão mais pessoas hoje [sábado] no Porto a assistir à prova do que nos dois dias em algumas das anteriores etapas, o que é muito bom prenúncio", acrescentou a organização da prova.

O recorde anterior de assistência no Porto é de um milhão de espetadores, alcançado em 2008, numa edição em que no primeiro dia acorreram às duas margens 200 mil pessoas, abaixo do número anunciado pela organização para este ano.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga 04.09.2017

Faz todo sentido!

Ou não fosse o POBRETANAS FALIDO IMPRODUTIVO tuga campeão dos eventos INUTEIS e de TRAMPA!

pertinaz 04.09.2017

A ESCUMALHA INTROMETE-SE EM TUDO...!!!

General Ciresp 03.09.2017

Pobre PIROMANO.Se arregacasse as mangas e comeca-se a fazer alguma coisa pela humanidade,teria por certo outro tipo de linguagem.Ate parece q as motorizadas,carros a gasoleo e outras mais nao chegam para desgracar o pais.Sera que o colega das doentes nao lhe conta quantos sao contagiados pelos fumos

pub