Empresas Governo assina contrato de venda da EGF

Governo assina contrato de venda da EGF

O ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, formaliza esta quinta-feira a venda da gestora de resíduos da Águas de Portugal ao consórcio SUMA, liderado pela Mota-Engil, pelo valor de 149,9 milhões de euros.
Governo assina contrato de venda da EGF
Miguel Prado 06 de novembro de 2014 às 11:52

O Governo irá assinar na tarde desta quinta-feira, em Lisboa, o contrato de venda da EGF – Empresa Geral de Fomento ao agrupamento SUMA, liderado pela Mota-Engil, anunciou o Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia.

 

A sessão de assinatura do contrato de venda da gestora de resíduos estatal, até agora nas mãos do grupo Águas de Portugal, está marcada para as 15h no Ministério do Ambiente, com a presença do ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, e do secretário de Estado das Finanças, Manuel Rodrigues.

 

Na cerimónia também marcarão presença responsáveis da SUMA (Mota-Engil, Urbaser e Novaflex), bem como da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos, da Parpública e da Águas de Portugal.

 

A privatização da EGF foi fechada a 18 de Setembro, quando, em Conselho de Ministros, o Governo aprovou a escolha do consórcio SUMA como comprador da EGF, com uma oferta no valor de 149,9 milhões de euros, acima dos 145,3 milhões propostos pela concorrente espanhola FCC.

 

O produto desta venda será integralmente canalizado para a Águas de Portugal, de forma a reduzir o endividamento do grupo estatal.




pub