Empresas Governo português não descarta venda da TAP a Efromovich

Governo português não descarta venda da TAP a Efromovich

O empresário brasileiro poderá ser ainda um candidato à compra da transportadora aérea portuguesa, caso o Executivo português reinicie a venda da empresa no próximo ano, afirmou Sérgio Monteiro em entrevista à Bloomberg.
Governo português não descarta venda da TAP a Efromovich
Ana Filipa Rego 20 de Novembro de 2013 às 08:08

Recorde-se que o Governo português tinha rejeitado a proposta de Germán Efromovich em Dezembro do ano passado, justificando que as ofertas “não foram garantidas inequivocamente”, como se exigia no caderno de encargos. 

 

Quase um ano depois o secretário de Estado dos Transporte vem agora dizer que “caso a melhor proposta para e empresa estatal venha do mesmo investidor que fez uma oferta em Dezembro de 2012, não vemos porque não”. Sérgio Monteiro acrescentou, aliás, que o projecto apresentado na altura do ponto de vista estratégico era “muito bom”.

 

O Governo português poderá tentar vender novamente a TAP em 2014, revelou o governante. O País acordou esta privatização num contexto de ajuda externa em 2011 e está actualmente a monitorizar as condições de mercado para retomar o processo, acrescentou.

 

Segundo um porta-voz do ministro da Economia, António de Pires Lima encontrou-se com Efromovich no mês passado. Questionado se o empresário brasileiro está interessado em fazer nova oferta pela TAP, Sérgio Monteiro afirmou que têm tido “várias reuniões com várias pessoas interessadas em diferentes empresas”.

 

“A TAP tem actualmente falta de capacidade para comprar uma frota com tamanho suficiente para tirar vantagens de novas rotas”, afirmou ainda o governante, acrescentando que “a empresa precisa de um investidor que recapitalize a TAP e baixe o seu nível de endividamento”.

 

“TAP vai continuar a interessar a Efromovich”.

 

Quanto ao (ainda) interesse do empresário brasileiro na TAP, Tomás Metello, presidente da EuroAtlantic, disse recentemente em entrevista ao Negócios que a TAP vai continuar a interessar a Germán Efromovich".

 

Assim que o Governo consiga vender a TAP Manutenção Brasil, o Grupo TAP está em condições de privatizar, disse Tomás Metello no início deste mês. Questionado pelo Negócios se Germán Efromovich, continua interessado? Respondeu:“o Germán Efromovich é um amigo, um amigo pessoal e não é por ser amigo pessoal, mas a Avianca é o parceiro ideal para a TAP e vai continuar a interessar a Germán Efromovich. E penso que vai interessar à própria TAP”.

 




A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Saturno2013 Há 2 semanas

Sabes lá se vai dar prejuízo ??? Por acaso tens acesso a alguma informação que mais ninguém tem ??
O verdadeiro tuga ... dizer mal mesmo antes que aconteça !!!

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Diz-se que é o pagamento pelo negocio PT-OI

Anónimo Há 2 semanas

País de sábios, doutores, e engenheiros e outro mais que abundam neste foro! Alguém me sabe explicar como chegamos a esta situação? Não? Á já sei a culpa não é de ninguém , é minha que trabalho á trinta e três anos e sempre cumpri com as minhas obrigações e cada dia que passa só vejo uma corja de filhos da P…….. a tentarem fod…….. este país! Tudo em nome de Portugal, da democracia, do desenvolvimento, e do crescimento. Agora vai a os Correios a seguir a TAP e que mais se seguirá? E quando não houver mais nada para se vender e isto continuar na mesma, sim porque as moscas são as mesmas de sempre na cadeira do poder uma vez que só muda é a merd....... e o cheiro mas no fundo tudo se mantem igual como sempre. Vendam tudo e depressa que é para o inevitável acontecer! O Zé-povinho anda mesmo a dormir.

Anónimo Há 2 semanas

O País está a saque, logo tantos idiotas opinam facilitando o terreno de saque !
Ainda não perceberam ?

Leandro Há 2 semanas

É a melhor aposta.. a melhor opção para que a TAP tenha sustentabilidade e viabilidade. A Colômbia tem 42 milhões de habitantes, está em crescimento acelerado, o trafego aéreo está a aumentar a bom ritmo.. Portugal também tem vindo a crescer e o aeroporto de Lisboa é demandado de forma crescente. A associação da TAP com a Avianca permite manter Lisboa como Hubb próprio em associação com um mercado emergente fantástico.. Venha lá esse negócio para a TAP.

ver mais comentários
pub