Governo português não descarta venda da TAP a Efromovich
20 Novembro 2013, 08:08 por Ana Filipa Rego | arego@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
O empresário brasileiro poderá ser ainda um candidato à compra da transportadora aérea portuguesa, caso o Executivo português reinicie a venda da empresa no próximo ano, afirmou Sérgio Monteiro em entrevista à Bloomberg.

Recorde-se que o Governo português tinha rejeitado a proposta de Germán Efromovich em Dezembro do ano passado, justificando que as ofertas “não foram garantidas inequivocamente”, como se exigia no caderno de encargos. 

 

Quase um ano depois o secretário de Estado dos Transporte vem agora dizer que “caso a melhor proposta para e empresa estatal venha do mesmo investidor que fez uma oferta em Dezembro de 2012, não vemos porque não”. Sérgio Monteiro acrescentou, aliás, que o projecto apresentado na altura do ponto de vista estratégico era “muito bom”.

 

O Governo português poderá tentar vender novamente a TAP em 2014, revelou o governante. O País acordou esta privatização num contexto de ajuda externa em 2011 e está actualmente a monitorizar as condições de mercado para retomar o processo, acrescentou.

 

Segundo um porta-voz do ministro da Economia, António de Pires Lima encontrou-se com Efromovich no mês passado. Questionado se o empresário brasileiro está interessado em fazer nova oferta pela TAP, Sérgio Monteiro afirmou que têm tido “várias reuniões com várias pessoas interessadas em diferentes empresas”.

 

“A TAP tem actualmente falta de capacidade para comprar uma frota com tamanho suficiente para tirar vantagens de novas rotas”, afirmou ainda o governante, acrescentando que “a empresa precisa de um investidor que recapitalize a TAP e baixe o seu nível de endividamento”.

 

“TAP vai continuar a interessar a Efromovich”.

 

Quanto ao (ainda) interesse do empresário brasileiro na TAP, Tomás Metello, presidente da EuroAtlantic, disse recentemente em entrevista ao Negócios que a TAP vai continuar a interessar a Germán Efromovich".

 

Assim que o Governo consiga vender a TAP Manutenção Brasil, o Grupo TAP está em condições de privatizar, disse Tomás Metello no início deste mês. Questionado pelo Negócios se Germán Efromovich, continua interessado? Respondeu:“o Germán Efromovich é um amigo, um amigo pessoal e não é por ser amigo pessoal, mas a Avianca é o parceiro ideal para a TAP e vai continuar a interessar a Germán Efromovich. E penso que vai interessar à própria TAP”.

 

Enviar por email
Reportar erro
pesquisaPor tags: