Aviação Greve dos pilotos da Lufthansa até quinta

Greve dos pilotos da Lufthansa até quinta

A companhia alemã está a preparar horários alternativos e não consegue concretizar que voos serão afectados em Portugal esta quinta-feira. O pedido da Lufthansa é de que os clientes consultem online o estado dos mesmos.
Greve dos pilotos da Lufthansa até quinta
Bloomberg
Wilson Ledo 23 de Novembro de 2016 às 11:54

A greve de pilotos na companhia aérea Lufthansa vai estender-se até quinta-feira, 24 de Novembro. O anúncio foi confirmado pelo sindicato Vereinigung Cockpit, afectando todos os voos de pequeno e longo curso a partir da Alemanha.

O protesto desta quarta-feira, 23 de Novembro, levou a transportadora alemã a cancelar 876 dos cerca de três mil voos previstos. Nas rotas portuguesas foram suprimidos sete dos 12 voos programados.


A companhia diz estar a preparar horários alternativos para quinta-feira, não sabendo quais dos 10 voos programados entre Portugal e a Alemanha serão afectados. A Lufthansa pede ainda aos clientes que confirmem online o estado dos seus voos antes de irem para o aeroporto.


"Mais uma vez, estão a prejudicar a empresa e especialmente os clientes", considerou a empresa em comunicado. A greve foi convocada depois de terem fracassado as negociações para um acordo colectivo de trabalho. É a 14.ª paralisação dos pilotos da Lufthansa desde Abril de 2014.


A operação de outras companhias do grupo Lufthansa como Eurowings, Germanwings, Swiss, Austrian Airlines ou Brussels Airlines não será afectada.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub