Aviação Greve na TAP desconvocada

Greve na TAP desconvocada

No primeiro dia em que Antonoaldo Neves assumiu a liderança da TAP, os tripulantes de cabine da companhia aérea optaram por desconvocar.
Greve na TAP desconvocada
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 01 de fevereiro de 2018 às 14:08

Os tripulantes de cabine decidiram desconvocar a greve que estava prevista para entre 9 e 11 de Fevereiro. O Negócios apurou que a decisão foi tomada na assembleia geral de hoje do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC).

 

A decisão, tomada no primeiro dia em que Antonoaldo Neves assumiu a liderança da TAP, surge na sequência de reuniões dos trabalhadores com a administração, não se sabendo ainda os termos do acordo que levou ao desbloqueamento.

Fonte oficial do SNPVAC disse à Lusa que a retirada do pré-aviso de greve "é um voto de confiança à nova administração" da TAP, cuja Comissão Executiva é liderada por Antonoaldo Neves desde quarta-feira, que "mostrou abertura" para negociar com o sindicato.

 

Os tripulantes de cabine da transportadora aérea nacional tinham apresentado quatro pré-avisos de greve. Posteriormente marcaram uma AG para esta manhã, para avaliar o 'mea-culpa' da TAP, que assumiu o "equívoco" no incumprimento do acordado em voos com os A330-300 e informou que haverá negociação do Acordo de Empresa (AE).

 

A greve estava marcada para entre 9 e 11 de Fevereiro, por estarem esgotadas "todas as possibilidades" para um consenso com o Governo e com a companhia. O objectivo passava por apresentar "mensalmente um pré-aviso de greve até três dias, caso a TAP Air Portugal continue a manter a mesma postura intransigente e de má-fé". 

Tinham sido apresentados ainda pré-avisos para uma paralisação a repetir mensalmente e mais duas greves parciais para operações de médio e longo curso a partir de 28 de março.

 




Saber mais e Alertas
pub