Media Grupo do Daily Mirror compra rival Daily Express por quase 145 milhões de euros

Grupo do Daily Mirror compra rival Daily Express por quase 145 milhões de euros

O grupo Trinity Mirror que publica o tablóide britânico Daily Mirror chegou a acordo para adquirir activos da Northern & Shell como os jornais Daily Express, Daily Star e a revista OK! por 127 milhões de libras.
Grupo do Daily Mirror compra rival Daily Express por quase 145 milhões de euros
Reuters
Ana Laranjeiro 09 de fevereiro de 2018 às 10:56

A Trinity Mirror, empresa que detém cerca de 260 títulos nacionais e regionais como é o caso do Daily Mirror, chegou a acordo para adquirir activos da companhia Northern & Shell como os jornais Daily Express e Daily Star e a revista OK! por 127 milhões de libras, perto de 145 milhões de euros, avança a BBC. De acordo com a Reuters, este é o maior abanão na indústria de media no Reino Unido em décadas.

Com esta operação, dois dos maiores tablóides britânicos, que pertencem a espectros políticos diferentes, passam a integrar a mesma empresa. A circulação de ambos os jornais - Daily Mirror e Daily Express - tem caído nos últimos anos, tendo as duas publicações apostado no online de forma a aumentarem as receitas perante a quebra das vendas em banca.

Simon Fox, CEO do Trinity Mirror, em declarações à Reuters, salientou que a indústria da comunicação social é "desafiante e é por isso que precisamos de estar juntos". "Há muita vida na imprensa e há muitas oportunidades no digital mas ninguém está a dizer que vai ser fácil". Em relação ao espectro político em que se encontram, a Fox acrescentou que "o Mirror não vai passar a [apoiar] a direita e o Express não vai passar [a apoiar] a esquerda".

A Trinity Mirror planeia poupar 20 milhões de libras em custos anuais em 2020, cortando empregos na área da administração, e partilhando equipas editoriais nomeadamente na área do desporto.

Por esta altura, as acções da Trinity Mirror sobem 6,73% para 74,50 libras, tendo já disparado 14,61%.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub