Banca & Finanças Grupo Haitong com prejuízo de 80 milhões até Junho

Grupo Haitong com prejuízo de 80 milhões até Junho

As perdas consolidadas do grupo Haitong totalizaram 79,8 milhões no primeiro semestre, devido à queda de proveitos e à subida dos custos e imparidades. Antigo BESI recebeu mais um aumento de capital de 38,5 milhões, através da conversão de créditos em acções.
Grupo Haitong com prejuízo de 80 milhões até Junho
Pedro Catarino
Maria João Gago 31 de agosto de 2017 às 18:15

O Haitong Bank, antigo BESI, registou prejuízos consolidados de 79,8 milhões de euros no primeiro semestre do ano, um valor quatro vezes superior às perdas de 19,6 milhões imputadas ao primeiro semestre do ano passado depois da adaptação das contas às normas internacionais de relato financeiro (IFRS), de acordo com os dados que constam do relatório e contas da instituição liderada por Hiroki Miyazato.

 

Os números mostram que as sociedades detidas pelo Haitong contribuíram negativamente para os resultados do grupo, já que, o prejuízo individual do banco foi de 50,9 milhões, como o Negócios avançou a 28 de Agosto.

 

A deterioração dos resultados do grupo reflectiu a queda de 45,6% do produto bancário, que se fixou em 35,9 milhões, devido à redução das comissões e dos prejuízos nas operações de mercados que anularam o efeito positivo da subida da margem financeira.

 

Também os custos operacionais penalizaram o desempenho da instituição, já que cresceram 13,2%, para 89,6 milhões, valor que inclui 35 milhões de gastos de redimensionamento. O Haintong justifica esta evolução com o "processo de restruturação que incluiu uma redução de colaboradores sobretudo em Portugal, Espanha, Brasil e Reino Unido, com o objectivo de ajustar a dimensão e o perfil do novo negócio".

 

O relatório semestral, avança que "a parte mais relevante da reestruturação já foi concluída mas durante os próximos meses o banco irá prosseguir com a implementação de algumas iniciativas de reorganização e optimização dos custos administrativos".

 

Outro dos factores que penalizou os resultados foi o reforço das imparidades, que totalizaram 37,7 milhões. 


Banco conclui aumento de capital

 

No final do primeiro semestre do ano, o Haitong reforçou o rácio de solidez mais exigente para 18,3% face aos 7,1% registados no final de Dezembro, uma subida que resulta dos aumentos de capital realizados em Maio e Junho, no total de 380 milhões de euros.

 

Esta quinta-feira, o banco recebeu mais uma injecção de 38,5 milhões de euros, através da conversão em acções de créditos do accionista único, a Haitong International Holdings Limited com sede em Hong Kong, de acordo com o comunicado publicado no site da CMVM.

 

Com esta operação deverá ter ficado concluído o processo de reforço de solidez do grupo liderado por Hiroki Miyazato exigido pelo Banco de Portugal. Segundo tinha sido anunciado no início do ano, o supervisor exigiu um aumento de capital de 419 milhões à instituição. Deste valor, 220 milhões corresponderam à entrada de dinheiro fresco, enquanto o restante montante correspondeu à conversão de instrumentos de dívida e de créditos em capital.

(Notícia actualizada pela última vez às 18:44)



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Tree Groges na EDP, Haitong no BESI, State Grid na REN...todas comidas e só perdem dinheiro. Os contribuintes agradecem. Ricciardi vende gato por lebre. Seria um grande Ministro das Privatizações!

Anónimo Há 3 semanas

Hiroki, pede ao Ricciardi para pedir ao mexia os 43 milhões (sem garantias) que deu para a acquapura e que faliu e assim tens metade do prejuizo resolvido! Amanhã o Negocios põe o Ricciardi a subir...

Anónimo Há 3 semanas

E os estruturados CLN que foram vendidos em massa pelo Best o que acontece se o haitong for ao ar? Mais lesados? CLN e Best carregados de matéria explosiva. O que vale é que as pessoas nem querem saber senão tomavam medidas.

AI AI, BCP onde estas metido Há 3 semanas

Amanha não sei não, as noticias não são boas.

ver mais comentários
pub