Imobiliário Grupo internacional quer investir 750 milhões em empreendimento turístico na Nazaré

Grupo internacional quer investir 750 milhões em empreendimento turístico na Nazaré

A Câmara da Nazaré deliberou "agilizar" o desenvolvimento de um investimento turístico alemão e suíço de 750 milhões de euros no concelho, voltado para captação de turismo sénior e que criará cerca de mil postos de trabalho.
Lusa 13 de maio de 2014 às 20:12

O executivo votou por unanimidade "aceitar e apoiar" o projecto da empresa alemã Circle Of Innovation Immobilien (COI), que pretende construir na zona de São Gião, na Nazaré, "um empreendimento que englobará uma área de 250 hectares e que irá criar cerca de mil postos de trabalho", afirmou durante a reunião o representante da empresa José Ova.

 

À Lusa, o responsável esclareceu tratar-se de "um investimento de capitais alemães e suíços", orçado em cerca de 750 milhões de euros, que os promotores "tinham previsto construir num outro país", mas que acabaram por mudar para a Nazaré, "fruto dos contactos e do emprenho da autarquia".

 

Os promotores ainda não querem revelar pormenores do projecto, adiantando apenas que uma das áreas será o projecto "Golden Sunset Resort", um empreendimento "sénior, virado em exclusivo para a gama alta", e que incluirá "um campo de golfe de categoria internacional".

 

O projecto vem ao encontro da intenção manifestada pelo actual presidente, Walter Chicharro (PS), durante a campanha eleitoral, no sentido de "apostar na atracção de investimento estrangeiro para dar outro tipo de valências e criar mais postos de trabalho no concelho", onde este será "um dos mais avultados empreendimentos".

 

Daí que o autarca tenha hoje proposto na reunião de câmara "apoiar e agilizar com toda a força" o plano de investimento, "criando condições para que ele rapidamente seja implementado".

 

Além do plano de investimento, os promotores deram a conhecer à autarquia a existência de garantias de financiamento do empreendimento, através da IMPartner, uma empresa de capitais suíços ligados ao grupo promotor.

 

O grupo não avança, para já, datas para a concretização do projecto, mas José Ova adiantou que, garantido o apoio da câmara, o grupo "vai agora entrar na fase de estudos e a avançar com a submissão de projectos" para aprovação pelo executivo.