Empresas Há 25 milhões para apoiar empresas afectadas pelos incêndios

Há 25 milhões para apoiar empresas afectadas pelos incêndios

Os fundos europeus, ao abrigo do programa Centro 2020, estão disponíveis a partir desta sexta-feira, 21 de Julho. O Governo vai reservar outros 20 milhões para apoios às estruturas municipais afectadas pelos incêndios de Junho.
Há 25 milhões para apoiar empresas afectadas pelos incêndios
Reuters
Wilson Ledo 21 de julho de 2017 às 12:26

Há 25 milhões de euros em fundos europeus para apoiar as pequenas e médias empresas (PME) afectadas pelos incêndios do passado mês de Junho.

O anúncio foi feito esta sexta-feira, 21 de Julho, pelo Ministério do Planeamento e das Infra-estruturas, liderado por Pedro Marques.


Os 25 milhões de euros, ao abrigo do programa Centro 2020, financiarão a fundo perdido 85% dos investimentos a realizar. Está também prevista a possibilidade de realizar adiantamentos de 25%, até 500 mil euros.


Nestes apoios estão abrangidas as empresas dos concelhos de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Sertã e Penela que "comprovem ter sofrido prejuízos decorrentes dos incêndios".


"O objectivo é recuperar a estrutura produtiva pré-existente e contribuir para a manutenção dos postos de trabalho e o relançamento da actividade económica", informou a tutela.


Entre os projectos que podem ser apoiados estão a compra de máquinas ou equipamentos informáticos, obras de construção ou remodelação de instalações bem como os serviços de apoio como estudos ou planos de marketing.


O Governo irá ainda lançar, na próxima semana, um concurso destinado ao restabelecimento de "infra-estruturas básicas municipais", como redes de água, com uma verba de 20 milhões de euros.


Também esta semana, o Turismo de Portugal anunciou ter linhas de apoio para as empresas do sector do turismo afectadas por estes incêndios, num total de 8,5 milhões de euros.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pierre Ghost 21.07.2017

....dos 25M...os xuxas dao 5M para o povinho...e 20M...abocanham para o saco azul...
E dos 20M para as infraestruturas municipais...apenas os vao usar em Set...para mostrar serviço para as autarquicas de Out..
xuxas no seu melhor !!!
Siga a marinha.. .

A ver se Percebo 21.07.2017

Mas o Dinheirinho? O Dinheirinho dado por os Portugueses ? Ainda não chegou às pessoas ? Sr. Presidente da República como é? Só se preocupam com o dinheiro do Estado? Onde está essa massa, está a ser controlado por Quem ?

Anónimo 21.07.2017

os escritorios de advogados vão papar tudo como sempre..

pub