Indústria Há sete anos que a Martifer não tinha lucro no primeiro semestre

Há sete anos que a Martifer não tinha lucro no primeiro semestre

A beneficiar as contas da empresa estiveram resultados financeiros positivos em 18,5 milhões de euros. Os proveitos operacionais na indústria naval subiram 70% para 30,8 milhões de euros.
Há sete anos que a Martifer não tinha lucro no primeiro semestre
Record
Paulo Zacarias Gomes 28 de agosto de 2017 às 17:58
A Martifer terminou o primeiro semestre do ano com lucros de 5,7 milhões de euros, um resultado que compara com prejuízos de 3,2 milhões de euros um ano antes. 

É o primeiro resultado líquido positivo num primeiro semestre desde Junho de 2010, quando os lucros tinham sido de 100 mil euros.

A beneficiar as contas entre Janeiro e Junho, segundo o relatório e contas enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta segunda-feira, 28 de Agosto, estiveram resultados financeiros positivos em 18,5 milhões de euros, que proporcionaram resultados antes de impostos de 5,9 milhões de euros.

Entre o final de 2016 e o final de Junho deste ano, a dívida líquida recuou 29 milhões de euros para 207 milhões.

"Esta evolução resulta do processo de implementação do Plano Estratégico e consequentemente da concretização do acordo de reestruturação financeira, da implementação de um plano de alienação de activos não-core e da melhoria da performance do fundo de maneio do Grupo," refere o comunicado.


Já os proveitos operacionais, no mesmo primeiro semestre, caíram 10% para 96,5 milhões de euros e o EBITDA recuou 33% para 3 milhões de euros.

Por negócios, a carteira de encomendas de construção metálica cifrou-se em 193 milhões de euros, com proveitos operacionais de 59 milhões (-29% face ao homólogo de 2016), enquanto na indústria naval a carteira ascendia a 98 milhões. Aqui, os proveitos operacionais subiram 70% para 30,8 milhões de euros.

Nas renováveis, com uma carteira de 6,7 milhões, os proveitos operacionais subiram 7% para 6,7 milhões. 

As acções da Martifer terminaram a sessão desta segunda-feira a cair 1,91% para 0,359 euros.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Voltaram a por a foto dos dois palhaços com a foto do mundo

MANHÃ AFUNDA NA BOLSA Há 3 semanas

se desse prejuízo subia assim deve descer em bolsa, vejam o ex. da MOTA ENGIL , que deve ter lucros inferiores no 2º semestre no período homologo de 2016 de 94% apenas 2 milhões de lucros, e subiu,

pub