Imobiliário Habitat Invest aplica 80 milhões em sete novos projectos

Habitat Invest aplica 80 milhões em sete novos projectos

O 8Building recuperou o antigo edifício dos CTT junto ao Mercado da Ribeira e transformou-o no “maior projecto de alojamento turístico de Portugal”. É o mais recente empreendimento da Habitat Invest.
Habitat Invest aplica 80 milhões em sete novos projectos
Negócios 07 de Novembro de 2016 às 12:38

O grupo de investimento imobiliário Habitat Invest está a desenvolver sete empreendimentos, com um valor superior a 80 milhões de euros.

A informação chega depois de ter aplicado 40 milhões de euros no 8Building que, em comunicado, classifica como o "maior projecto de alojamento turístico de Portugal".


O projecto, com uma área total de 13 mil metros, fica localizado na Praça D. Luís I em Lisboa, junto ao Mercado da Ribeira e Cais do Sodré. O mesmo resulta da recuperação do antigo edifício dos CTT – Correios de Portugal.


O condomínio residencial de luxo conta com 107 apartamentos e 16 espaços comerciais. Com tipologias entre T0 e T3, o metro quadrado pode variar entre os 5.000 e os 6.300 euros. A empresa, em comunicado, fez saber que 97% dos lotes já foram vendidos.


"O empreendimento atraiu investidores provenientes de todo o mundo, nomeadamente da China, Vietname, África do Sul, França e vários países do Médio Oriente", concretizou.


O projecto de arquitectura da autoria de Manuel Aires Mateus gerou contestação aquando do seu lançamento. "Perante o resultado agora desvendado, não se ouvem vozes críticas e apenas elogios, já que foram mantidos os traços originais do edifício e se conseguiu desenhar um espaço que traz uma nova dinâmica para os moradores, lojistas e público em geral", reforçou o administrador Luís Corrêa de Barros.


O grupo Habit Invest diz ter aplicado, desde 2014, mais de 100 milhões de euros em projectos. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub