Research Haitong desce preço-alvo da Nos mas acredita que empresa vai subir dividendos

Haitong desce preço-alvo da Nos mas acredita que empresa vai subir dividendos

A Nos poderá surpreender com uma subida de dividendo, acreditam os analistas do Haitong, que reviram em baixa o preço-alvo da operadora. Mas ainda assim dão-lhe um potencial de valorização de 46%.
Haitong desce preço-alvo da Nos mas acredita que empresa vai subir dividendos
Miguel Baltazar/Negócios
Alexandra Machado 07 de dezembro de 2016 às 10:37
O Haitong reviu em baixa o preço-alvo da Nos, de 8 euros para 7,6 euros, o que ainda assim lhe confere um potencial de valorização de 46% face ao valor que actualmente negoceia em bolsa. A Nos está a valer 5,2 euros. 

E reitera a recomendação de compra de acções da operadora liderada por Miguel Almeida. 

Para o Haitong, depois de ter reforçado os investimentos (capex) nos últimos anos para conquistar quota de mercado, e tendo conseguido atingir as metas antes do previsto, é agora momento para o "pay back" dos investimentos, ao nível dos resultados operacionais.

"Depois de três anos de forte investimento, pensamos que é o momento para uma subida no 'cash flow'", escrevem os analistas da Haitong, numa nota de research, a que o Negócios teve acesso, assinada por Nuno Matias e John Karidis.

Entre 2014 e 2016 o capex da unidade de telecomunicações atingiu os mil milhões de euros, sendo 54% na aquisição de clientes. A quota de mercado subiu de 26,3% para 29,5%, antecipando o objectivo. O Haitong acredita que, agora, nos próximos anos o investimento da Nos vai diminuir, ainda que o banco de investimento admita que a empresa tem de rever as expectativas que tinha de investimento. Estavam em 300 milhões de euros por ano, mas o Haitong acredita que serão de 330 milhões.

Os esforços de investimento que a empresa realizou nos últimos anos para o Haitong foram compensados. Também para aproveitar o momento da PT Portugal que com duas mudanças accionistas nos últimos tempos teve atenções desviadas. O esforço de acelerar essa conquista de quota terá custado à empresa de Miguel Almeida, segundo estima o Haitong, 200 milhões de euros.

"Apesar do custo, pensamos que a decisão foi correcta, já que a oportunidade de crescer mais rapidamente não será sempre possível". Por isso, o Haitong diz que agora "é tempo da companhia recolher os benefícios destes investimentos". Com o Haitong a acreditar que os investimentos vão baixar de 2016 a 2018 em 60 milhões. Ainda assim, o Haitong acredita que a empresa já provou ser capaz de mesmo não cortando substancialmente o investimento conseguir subir a geração de caixa.

Dividendo será uma surpresa?

No curto prazo, apesar da pressão ao nível do investimento, o Haitong acredita que a Nos poderá surpreender os mercados com a política de remuneração mais agressiva. "Uma surpresa ao nível dos dividendos pode ser um importante gatilho para as acções", diz o Haitong que para o dividendo por acção diz ter uma estimativa 25% acima do consenso da Bloomberg. 



O Haitong diz esperar uma política de remuneração pluri-anual que surpreenda o mercado. A Nos pagou 0,16 euros de dividendos por acção pelo exercício de 2015.

A empresa negoceia abaixo do que o Haitong acredita ser o preço justo. Com uma valorização potencial de 46%, o Haitong reviu o preço-alvo para 7,6 euros, devido às estimatimas de investimento, mas também pela alteração na avaliação da Zap Angola, devido ao momento económico do país.

Guerra nos conteúdos

Os contratos com os clubes de futebol levaram a Nos e a PT Portugal (Meo) a entrarem numa guerra "irracional" pelos conteúdos, duplicando o custo da liga portuguesa de futebol por ano para 179 milhões de euros. Por isso, o Haitong diz que não é surpresa ter visto uma subida de preços ao consumidor, tendência que acredita irá continuar. "Não só acreditamos que esta subida de preços é inevitável, como também esperamos que continue".

Segundo cálculos do Haitong, a Nos gastará a partir de 2020 anualmente cerca de 65,9 milhões com os conteúdos desportivos do futebol. Acresce o aumento de custos que a Nos terá com a Sport TV que no Verão alterou o seu modelo comercial, que implica que os operadores paguem mais. Por isso, o Haitong estima que o contrato da Sport TV com a Nos aumente de 46 milhões para 80 milhões por ano. O que o Haitong considera elevado. 


Contrato 
com operador
Início do contratoPagamento anual
da Nos ao clube
Pagamento anual 
da Meo ao clube
Pagamento anual da Nos 
à PT Portugal/Meo
Pagamento anual de 
outros operadores à Nos
Custo líquido 
para a Nos
Benfica NOS 2016/17 40 0 0 25,3 14,7
Sporting NOS 2018/19 34 0 0 21,5 12,5
Porto MEO/PT 2018/19 0 35 12,9 0.0 12,9
Braga NOS 2019/20 8,0 0 0 5,1 2,9
Guimarães MEO/PT 2019/20 0 9,0 3,3 0,0 3,3
Marítimo NOS 2019/20 4,5 0 0 2,8 1,7
Belenenses NOS 2019/20 4,0 0 0 2,5 1,5
Setúbal NOS 2019/20 3,8 0 0 2,4 1,4
Académica NOS 2019/20 3,6 0 0 2,3 1,3
Nacional NOS 2019/20 3,6 0 0 2,3 1,3
Paços NOS 2019/20 3,5 0 0 2,2 1,3
Rio Ave MEO/PT 2018/19 0 3,5 1,3 0.0 1,3
Arouca NOS 2019/20 3,2 0 0 2,0 1,2
Boavista MEO/PT 2016/17 0 4,5 1,7 0.0 1,7
Tondela NOS 2019/20 2,8 0 0 1,8 1,0
União NOS 2019/20 3,0 0 0 1,9 1,1
Segunda Liga NOS 2019/20 13,25 0 0 8,4 4,9
Total 127,3 52,0 19,1 80,4 65,9
Fonte: Haitong; Valores em milhões de euros


Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Skizy 07.12.2016

Atualizem la isso para os 4,5€ não o façam só quando voltar a bull.

pub