Energia Haitong: Lucros da EDP terão subido 6% no segundo trimestre

Haitong: Lucros da EDP terão subido 6% no segundo trimestre

Os baixos níveis hídricos no segundo trimestre do ano deverão condicionar a evolução dos resultados da EDP neste período, realça o Haitong.
Haitong: Lucros da EDP terão subido 6% no segundo trimestre
Bruno Simão/Negócios
Sara Antunes 19 de julho de 2017 às 07:44

"Esperamos que o EBITDA da EDP atinja os 893 milhões de euros no segundo trimestre, menos 5% do que há um ano, penalizado pelo trimestre mais fraco" no segmento de geração e fornecimento de energia no mercado liberalizado na Ibéria, essencialmente "devido aos níveis hídricos muito baixos", explica o analista do Haitong, Jorge Guimarães, numa nota publicada esta quarta-feira, 19 de Julho. Já do lado contrário está o Brasil, que deverá atenuar o impacto do mercado liberalizado na Península Ibérica, bem como o proveniente das energias Renováveis.

 

O resultado líquido da EDP deverá assim melhorar em 6% para um total de 222 milhões de euros, segundo a mesma fonte. A contribuir para esta melhoria estarão os impostos, já que, antes de impostos os resultados da eléctrica liderada por António Mexia deverão aumentar 9%.

 

Apesar da melhoria dos resultados líquidos, o Haitong salienta que, em termos ajustados, os resultados diminuem 3%, já que no mesmo período do ano passado a EDP registou uma imparidade de 21 milhões de euros relacionada com a participação que detinha no capital do BCP.

 

A EDP já revelou os dados operacionais até Junho, tendo reportado uma queda de produção de 6%, essencialmente devido à quebra dos recursos hídricos.

 

No que respeita à EDP Renováveis, o analista prevê um aumento do EBITDA de 26% para 339 milhões de euros e um lucro de 49 milhões de euros, o que compara com o prejuízo de 16 milhões registado no segundo trimestre do ano passado.

 

O analista Jorge Guimarães realça que os números da EDP deverão ser "desinspiradores", essencialmente devido ao que já é do conhecimento público, "tal como os níveis hídricos muito baixos na Ibéria" e, por isso, "não esperamos que tenha um grande impacto no preço da acção".

 

O Haitong tem uma recomendação de "comprar" para a EDP e um preço-alvo de 3,55 euros, o que confere às acções um potencial de subida de 19% face à cotação de fecho da última sessão (2,983 euros).

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub