Banca & Finanças Hegemonia do CaixaBank cria "nuevo" BPI
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Hegemonia do CaixaBank cria "nuevo" BPI

Os catalães dominam 84,51% do BPI e vão nomear um terço da gestão executiva, incluindo o presidente. A “nova era” de que fala Santos Silva é “nueva era” na língua do futuro líder. Com a mesma marca. “Não me preocupa ser sucursal de um banco espanhol”, garante o fundador.
Hegemonia do CaixaBank cria "nuevo" BPI
Miguel Baltazar

O BPI já é 84,51% do CaixaBank e vai ter uma equipa de gestão com um terço de espanhóis, incluindo o sucessor de Fernando Ulrich. Além do grupo catalão, a diversidade accionista do banco fica reduzida à)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 09.02.2017

Boa Sorte .
Eu como cliente vou dar o salto fora, não me interessa um banco Espanhol

Anónimo 09.02.2017

Não há volta a dar. Numa economia global, numa moeda única, vamos acabar por ser engolidos.

Ja nao e' de agora.Sempre houve gente de alma pequ 09.02.2017

Traduzindo....Ele queria dizer..."nao me preocupa ser servical de um banco espanhol".
Grande novidade.! Esta elite "trampeira" sempre teve mais jeito pra "dobrar o joelho" do que andar de pe,direitos e trabalhar pra bem de Portugal.

joaoaviador 08.02.2017

Não nos tomaram pela força mas não desistiram. É a vida, como diria o outro.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub