Transportes Helicópteros de socorro Kamov estão todos parados

Helicópteros de socorro Kamov estão todos parados

O único helicóptero que estava a voar foi alvo de uma inspecção pelo regulador, em que não passou. Portugal está agora sem alternativa, visto que os outros dois se encontram em manutenção após o combate aos incêndios.
Helicópteros de socorro Kamov estão todos parados
Reuters
Negócios 30 de janeiro de 2018 às 09:16

Portugal está sem helicópteros de socorro Kamov a funcionar, avança o jornal Público desta terça-feira, 30 de Janeiro.

 

Desde Novembro do ano passado que o Estado só podia contar com um destes helicópteros, porque dois deles foram parar à manutenção após o combate aos incêndios.


Na semana passada, o único que estava ao serviço foi alvo de uma inspecção pelo regulador, a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), em que não passou. Deste modo, ficou impedido de voar.

 

O operador, a Everjets, arranjou a aeronave mas não obteve a licença de voo pela ANAC por ter sido "detectada uma não conformidade", concretiza o Público.

 

Na origem do diferendo entre a Everjets e a ANAC está o pedido da empresa para que fosse aceite uma extensão ao limite de vida de uma peça por mais um ano. O regulador não aceita por se tratar do segundo pedido do género, temendo a segurança do helicóptero.

 

O aparelho estava ao serviço do INEM a partir da base de Santa Comba Dão.




pub